NiTfm live

Na cidade

Vai abrir um escape room em Lisboa inspirado em “Saw”

E vai estar acompanhado por outras duas opções: o quarto “Missão Impossível” e um templo azteca amaldiçoado.

Tem uma hora para conseguir sair daqui.
Tenha medo ao entrar no mundo de Jigsaw.
Os cenários parecem incríveis — e assustadores.
Em "Missão Impossível", torne-se um espião como Tom Cruise.
Vai ter de atravessar estes lasers.
Para chegar a um cofre de segurança máxima.
Cuidado onde mete os pés no templo de Montezuma.
Nunca se sabe os perigos do templo amaldiçoado.
Lá vai ter de decifrar enigmas e mensagens encriptadas.

A tendência internacional dos escape rooms tem chegado lentamente à cidade: os lisboetas ainda se estão a habituar à ideia de pagarem para estarem fechados numa sala de onde têm de conseguir sair. 

A empresa internacional Game Over chega a Portugal a 5 de agosto e promete elevar a complexidade destes jogos. Ela vai abrir três escape rooms que parecem incríveis: um deles, chamado Maniac, é inspirado na saga “Saw”, cujo primeiro filme estreou em 2004.

Como acontece na história no cinema, as pessoas vão estar num quarto escuro e a única coisa que vão ouvir é uma voz assustadora que diz: “Quero fazer um jogo contigo”. Sim, é a sala deixada pelo psicopata Jigsaw e parece que todos os objetos que vão estar por ali só servem para causar problemas. Para conseguirmos sair, temos de seguir as instruções do jogo maléfico preparado pelo assassino. 

A segunda sala deste espaço que vai ser inaugurado no Bairro Alto, é inspirada noutra saga de cinema, “Missão Impossível”. Nesta história, os participantes são espiões que foram apanhados de propósito para ficarem presos nas celas do Parlamento. O objetivo é escapar da prisão e descobrir as plantas de uns mísseis secretos que estão guardadas num cofre de segurança máxima no mesmo edifício. Pelo meio, é preciso recuperar as armas e atravessar corredores carregados de lasers vermelhos.

A terceira opção é entrar no amaldiçoado e proibido templo azteca de Montezuma. Os jogadores tornam-se arqueólogos aventureiros, como Indiana Jones ou Lara Croft, e têm de partir numa viagem até ao templo do México, onde se perdeu há anos um professor de arqueologia.

Vai ser preciso resolver enigmas e decifrar mensagens encriptadas — mas sempre com bastante cuidado, já que aquilo que provocou o desaparecimento do professor continua por ali.

Todos os desafios têm a duração de uma hora. Podem participar grupos de duas a seis pessoas, exceto na sala inspirada de “Saw”, que exige um mínimo de três participantes. Um par de jogadores paga 50€, se forem seis a conta que têm de dividir é de 80€. Todos os preços podem ser consultados no site do projeto. Basta escolher um horário, entre as 14 e as 23 horas, durante a semana; ou entre as 10h30 e as 23 horas ao fim de semana.

A Game Over, que também tem escape rooms em Itália, Reino Unido, Grécia e Finlândia, organiza ainda sessões especiais de team building para empresas, eventos de aniversário ou para grupos alargados, com a opção de serviço de catering.

As reservas já podem ser feitas online e é possível comprar vouchers de oferta.