NiTfm live

Back in Town

Feira Popular de Natal já arrancou em Lisboa (e nós dizemos-lhe tudo o que há para ver)

A NiT esteve no Parque da Bela Vista e mostra-lhe o que há no local — desde as farturas até à Casa do Terror.

Quem entra pela porta principal do Parque da Bela Vista, aquela com as estruturas em ferro azul, pode perguntar-se se está no sítio errado. Não há luzes dos carrosséis a piscar, não se sente o cheiro a farturas, nem sequer se vê a roda gigante. A paisagem é marcada apenas pelos amplos jardins relvados. O cenário é quase nostálgico: ou porque faz lembrar “Uma Casa na Pradaria”, ou porque deprime quem foi muito feliz no Rock in Rio.

A Roda Gigante, os carrosséis, a Casa do Terror e o pão com chouriço estão de volta a Lisboa. A 25 de novembro, a Feira Popular de Natal regressou à cidade, desta vez com a estreia no Parque da Bela Vista. No ano passado a Feira Popular de Natal realizou-se em Alcântara, mas o local não reunia as condições necessárias.

Para descobrir a feira natalícia tem de caminhar para a esquerda. Mais uma referência para quem esteve no Rock in Rio, a Feira Popular de Lisboa está no local dos antigos camarins do festival, por trás do Palco Mundo. À medida que se aproxima da feira natalícia, o primeiro elemento a quebrar a paisagem de montes verdejantes é a tenda gigante do Circo Chen. Também estão por lá.

Há farturas, churros, bolo do caco com Nutella, Mickael Carreira aos berros e carrosséis do Mickey e do Pato Donald

Se continuar a andar, as atrações vão surgir no horizonte: os carrosséis, eternos promotores de birras, a Roda Gigante, até as dezenas (centenas?) de peluches que prometem ir para sua casa se puxar a corda certa ou derrubar todas as latas.

A Feira Popular de Natal não está diferente em relação a outras edições. Não há cá montanhas-russas recordistas em perigo, carrinhos de choque modernos, diversões megalómanas ou animação de rua. Nada disso — as atrações são iguais àquelas que se lembra dos tempos da Feira Popular de Lisboa, em Entrecampos. Se calhar até são as mesmas.

Mas nada disso importa realmente. Há farturas, churros, bolo do caco com Nutella, Mickael Carreira aos berros e carrosséis do Mickey e do Pato Donald. Para quem anda sempre a falar mal dos transportes públicos, neste caso o Metro de Lisboa ou os autocarros da Carris são mais rápidos do que um DeLorean a fazer uma viagem no tempo.

A Feira Popular de Natal vai estar aberta até 22 de janeiro, entre as 15 horas e a meia-noite. A entrada é gratuita. Na página de Facebook, vão ser anunciadas promoções no preço das fichas, com todos os entretenimentos a custarem apenas 1€ por pessoa.

Carregue na imagem para conhecer todas as atrações da Feira Popular de Natal.