NiTfm live

na cidade

Trotinetes da Lime passam a estar disponíveis durante toda a noite

Já pode andar de e-scooter 24 horas por dia. Mas não se esqueça de que no escuro tem de ter ainda mais cuidado.
Agora também de noite.

Quatro meses depois do seu lançamento, as trotinetes elétricas da Lime vão passar a estar disponíveis durante toda a noite. Com o objetivo de apoiar os utilizadores a movimentarem-se na cidade também no período noturno, a empresa vai agora ter e-scooters nos locais habituais pela noite fora e madrugada dentro. E vai reforçar a frota nas áreas junto das paragens e estações de transportes públicos (metro e autocarro) e da rede noturna, oferecendo um meio sustentável de as complementar.

“Antes, as trotinetes eram recolhidas durante a noite, a partir das 21 horas, para serem recarregadas. Depois eram repostas de manhã, pelas sete horas. Agora o horário da operação é alargado e a frota é reforçada, principalmente junto das paragens de transportes públicos”, explica fonte da empresa à NiT.

A operar na capital desde outubro do ano passado, e já com mais de 53 mil utilizadores, a Lime entendeu que esta alteração fazia agora sentido. E isto devido ao elevado número de “cursos noturnos, eventos de lazer e cultura e até mesmo reencontros após o trabalho com amigos e familiares”, que acontecem em Lisboa.

Quem sai à noite tem assim mais uma solução de transporte, com a vantagem de ser rápida e ecológica. Com o lançamento desta operação, também os Juicers — pessoas que colaboram com a Lime na recolha, carregamento e distribuição das trotinetes durante a noite — têm novas oportunidades de negócio.

A propósito do novo lançamento, a Lime reforça no entanto as mensagens de segurança e respeito pela cidade e pelos outros condutores.

O período noturno exige que os utilizadores tenham um cuidado redobrado, devido à pouca visibilidade. Assim, e no seguimento da campanha Respect The Ride que lançámos no passado mês de dezembro, alertamos todos os utilizadores para que se protejam através do uso de capacete, e respeitem o trânsito, os peões e os outros condutores”, explica Luís Pinto, da Lime em Portugal.

A empresa norte-americana só chegou a Lisboa a 4 de outubro, mas já acumulou várias críticas e alguns casos polémicos. A NiT explicou-lhe tudo o que precisa de saber sobre a operadora e as suas trotinetes num artigo que foi publicado recentemente.