NiTfm live

na cidade

Sete linhas do Metro do Porto podem vir a ter mais estações

A Área Metropolitana do Porto e o governo assinaram um acordo para avançar com estudos sobre a possível expansão.
Até ao final do ano fica tudo definido.

Até ao final do ano fica decidido se o Metro do Porto vai, ou não, receber obras de expansão. Na próxima sexta-feira, 21 de fevereiro, é assinado um acordo entre a Área Metropolitana do Porto (AMP) e o governo para se começarem a fazer estudos de viabilidade económica desta consolidação do transporte.

Dos 860 milhões de euros do Plano Nacional de Investimento até 2030, 620 milhões estão já destinados para a expansão da rede do metro do Porto. Durante os próximos dez meses, serão feitos estudos em sete das ligações da rede, como a Casa da Música, Devesas, Santo Ovídeo, Gondomar ou São Mamede.

Em declarações à “Lusa”, citado pela “TSF”, o presidente da AMP, Eduardo Vítor Rodrigues, espera que sejam ainda consideradas linhas que não eram dadas como prioritárias nos primeiros estudos que foram feitos sobre a possível expansão. “Com mais 200 ou 250 milhões de euros fazemos as linhas todas”, disse. Até ao final de 2020 tudo irá ficar definido.