NiTfm live

na cidade

Quanto custa cada hora de sol nos destinos da Europa? Existe uma lista oficial

O The European Sunshine Index mostra-lhe onde consegue encontrar mais sol por menos dinheiro. Lisboa e a Madeira estão no ranking.

Creta é a vencedora no verão.

Férias de verão sem sol são um pouco como comida sem sal: demasiado faz mal, mas nadinha também tira a graça — que o digam os milhares de portugueses que este ano tiveram, ou estão a ter, férias com tempo de outono. Mas quanto custa, ou quanto vale, exatamente uma hora de sol nos 25 dos destinos mais populares da Europa?

Foi essa a pergunta a que o recém-criado The European Sunshine Index procurou responder. A lista pretende mostrar aos turistas onde podem ir para apanhar o máximo de sol possível sem gastar uma fortuna, ou gastando o menos possível.

Surge então um novo ranking de destinos europeus que oferecem mais sol pelo seu dinheiro. Segundo a revista “Lonely Planet“, a companhia de seguros de viagem Compare the Market analisou o custo médio dos voos, uma semana de acomodação num hotel de três estrelas para uma família de quatro pessoas e a média diária histórica de sol, para descobrir onde obter o melhor valor para os dias ensolarados.

Segundo os resultados, Istambul e Creta estão no topo durante os meses de verão. Ou seja, são os destinos onde consegue mais sol com menos gastos. 

O melhor negócio absoluto no sol, com a taxa mais barata para os viajantes, é uma viagem para Creta em maio, por apenas 8€ por hora de sol. No inverno, a relação favorece Rhodes.

Portugal também está na lista: em Lisboa, uma hora de sol vale 38€ em janeiro, 33€ em fevereiro, 28€ em março, 31€ em abril, 25€ em maio, 52€ em junho, 36€ em julho, 28€ em agosto, 31€ em setembro, 37€ em outubro, 35€ em novembro e 38€ em dezembro. A média anual na capital é de 34€.

Na Madeira, o segundo destino português na lista, a média anual do valor por hora de sol é de 32€.