NiTfm live

na cidade

Qual é o melhor bairro de Lisboa: Benfica ou São Domingos de Benfica?

Duas colaboradoras da NiT defendem as freguesias que as viram nascer e crescer, com argumentos imbatíveis. Tão imbatíveis que ninguém ganha.

Animação de rua para promover comércio tradicional em Benfica.

São duas freguesias vizinhas e muito parecidas em certos aspetos, tanto que há quem as confunda. Benfica e S. Domingos de Benfica, eternas irmãs e rivais no debate de “o meu bairro é melhor que o teu”, têm o seu confronto final na NiT, pela mão de duas colaboradoras, muito ligadas a cada uma delas.

Spoiler alert: aqui não há vencedores nem vencidos. Há dois bairros com uma história riquíssima, que começaram por ser consideradas arredores de Lisboa (em Benfica ficam as suas Portas, que marcam um dos limites do concelho) e até há muito anos ainda eram, para quem mora bem no centro, um pouco afastadas, ou até uma segunda escolha. 

Tudo isso mudou. De há décadas para cá, começou um pico de construção (em alguns casos, até positiva e acompanhada de reabilitações), e quando o boom do mercado imobiliário chegou a Lisboa, já Benfica e São Domingos eram sítios com uma crescente procura para morar, sobretudo por estudantes e “regressados” (já lá vamos), mas também por muitas jovens famílias e casais.

Juntou-se a escalada de valores de imobiliário à crescente reputação e investimento na zona e, como noutros pontos da cidade, o metro quadrado já atinge valores astronómicos em ambas as freguesias, na maioria dos casos bem acima dos três mil euros por metro quadrado, e aqui há mesmo um empate técnico entre as duas, com os valores elevados a serem encontrados de parte a parte.

As freguesias mudaram: os cinemas do Turim fecharam e os do Fonte Nova foram convertidos num ginásio, os clubes de vídeo deram lugar a pizzarias ou take-aways, começaram a surgir bancos e supermercados biológicos em quase cada esquina, apareceram as primeiras ciclovias.