NiTfm live

Na cidade

Porto quer suspender as rendas dos estabelecimentos em prédios municipais

A proposta está relacionada com a situação de emergência de saúde pública provocada pela pandemia de Covid-19.
Está a ser analisado.

Devido ao impacto social e económico da pandemia de Covid-19, a Câmara Municipal do Porto pretende acabar com as rendas de 257 estabelecimentos que ficam em prédios municipais. A isenção de pagamento seria entre 18 de março e 30 de junho, o que significa cerca de 112 mil euros.

Segundo a agência Lusa, a proposta da autarquia, que pretende minimizar os danos do novo coronavírus nos negócios, vai aplicar-se a comerciantes que desenvolvam atividades económicas abrangidas pelas medidas de encerramento de instalações e de estabelecimentos ao público, bem como de suspensão das atividades no âmbito do comércio a retalho.

A Câmara do Porto sugere, ainda, que seja autorizada a isenção do pagamento total das contrapartidas financeiras ou de prestações anuais, “a título de apoio e incentivo ao desenvolvimento das suas atividades”.