na cidade

A Gisele chegou e pôs todos os distritos em Portugal em alerta amarelo

Depois da passagem da tempestade Félix, é a vez de a Gisele chegar ao nosso País. O vento, a chuva e a agitação marítima vão continuar durante os próximos dias. 

Leve chápeu de chuva.

Se ainda não saiu de casa esta manhã, ainda vai a tempo de agarrar no chapéu de chuva ou de tirar o dia e deixar-se ficar em casa. Se sair, segure o chapéu com todas as forças porque o vento pode chegar aos 100 quilómetros por hora durante esta quarta-feira, 14 de março. Quem o confirma é o Instituto Português de Mar e da Atmosfera, que deixa avisos à população da parte da Proteção Civil. 

O tempo tem vindo a piorar nos últimos dias por causa da passagem da tempestade Gisele, poucos dias depois de duas outras terem atingido Portugal, a Emma e depois a Fénix. É a terceira depressão que passa pelo País desde o início de março, e segundo as previsões do IPMA, a chuva, o vento e a queda de neve vão continuar pelo menos até sábado, 17, dia em que se espera que haja trovoada. 

“Com a passagem de uma superfície frontal fria associada a esta depressão prevê-se para Portugal continental, a partir de dia 14 quarta-feira, um agravamento das condições meteorológicas, com ocorrência de precipitação, que pode por vezes ser forte, acompanhada de granizo e trovoada. O vento irá também intensificar, em especial no litoral e nas terras altas”, pode ler-se no comunicado do IPMA.

Todo o território continental está sob alerta amarelo por causa do vento, da chuva, da queda de neve e da agitação marítima. O aviso mantém-se até às 18 horas, mas pode ser alargado. 

ContinentePrevisão para 4ª feira, 14.março.2018RESUMO:Precipitação, por vezes forte. Vento e agitação marítima…

Publicado por IPMA em Quarta-feira, 14 de Março de 2018

A Proteção Civil já emitiu um comunicado onde alerta para a possibilidade de rajadas de vento que podem chegar aos 100 quilómetros por hora. A autoridade aconselha que se tomem medidas preventivas como a adoção de uma condução defensiva, ter cuidado ao circular perto de zonas com árvores que correm o risco de cair ou evitar praticar atividades relacionadas com o mar.