NiTfm live

na cidade

Os barcos da Soflusa vão estar parados no início da próxima semana

Os trabalhadores entram de greve logo a seguir à Páscoa. Há perturbações nos períodos da manhã e ao final da tarde.
São dois dias de greve.

A semana terminou com o fim de uma greve, mas a próxima vai arrancar com outra. Os trabalhadores da Soflusa, a empresa que assegura o transporte fluvial entre o Barreiro e Lisboa, vão parar três horas por turno. A paralisação parcial está marcada para segunda e terça-feira, 22 e 23 de abril.

A informação foi partilhada no site da Soflusa, mas também afixada nos terminais de transporte. A greve vai afetar os períodos de hora de ponta da manhã e da tarde nos dois dias. A empresa só garante que circulem barcos entre as 10 e as 18 horas e, à noite, entre as 22 horas e as duas da manhã.

As organizações sindicais estão a reivindicar a contratação de mais profissionais e também a realização de uma nova escala de serviços. Segundo o aviso, durante os períodos em que o transporte não se realiza, os terminais vão ser encerrados por motivos de segurança.