NiTfm live

Na cidade

O Pinheiro Bombeiro está de volta — e este ano vem mais cedo

Regressa a iniciativa que permite ter uma árvore verdadeira no Natal, ajudar o ambiente e ainda apoiar os bombeiros portugueses.
Os verdadeiros têm outra magia.

É uma daquelas iniciativas em que todos ganham: quem compra o seu pinheiro de Natal desta maneira consegue viajar pelo tempo, para alturas em que a grande maioria das árvores que decoravam as casas nesta época eram verdadeiras — com o seu aspeto único e o seu cheiro incrível. Ganham os bombeiros portugueses, que recebem apoios pelas vendas e até o ambiente, já que as árvores que vão para sua casa seriam sempre cortadas para limpar terrenos e prevenir incêndios.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Pinheiro Bombeiro está de volta em associação com a Rnters, uma startup que permite alugar todo o tipo de artigos. A ideia surgiu primeiro em 2017 quando, após a devastação pelas chamas do Pinhal de Leiria, os fundadores Guilherme Guerra e Francisco Bento decidiram agir, e lembraram-se de criar uma utilidade para os pinheiros que precisam de ser cortados para manter os terrenos limpos: levá-los a casa das pessoas, no Natal.

Sendo certo que a magia de um pinheiro verdadeiro é sempre diferente, com esta iniciativa os clientes conseguem — além de prevenir incêndios e de sentir esta magia — poupar dinheiro, já que uma árvore real vai custar-lhe 20€, menos do que a maioria das artificiais (com a ressalva, claro, de só durar uma época).

Ao comprar uma destas árvores, ainda ajuda os bombeiros: cinco euros de cada pinheiro comprado revertem a favor de material para os bombeiros voluntários. Para ter uma ideia, mais de 18 mil euros foram angariados desta forma em 2018. O donativo foi empregue, na totalidade, na compra de luvas e máscaras de combate ao incêndio para todos os quartéis do distrito de Viana do Castelo.

Quanto ao destino final da árvore após alegrar a sua casa no Natal, este também não é descurado. A iniciativa é 100 por cento sustentável e em jeito de economia circular porque, no final da época os pinheiros são devolvidos e transformados em biomassa.

As datas, locais e todas as informações.

Nos dois primeiros anos, o Pinheiro Bombeiro teve um sucesso estrondoso, mas só era possível comprar a árvore a partir de 1 de dezembro, tradicionalmente uma época clássica para colocar o seu pinheiro, porém cada vez mais uma data considerada tardia para alguns portugueses — que começam agora a ser inundados de Natal desde o final de outubro.

No entanto, as compras começam este ano bem mais cedo: a 16 de novembro já haverá Pinheiros Bombeiros prontos a ser recolhidos, num local em Lisboa a definir em breve,

E a partir de 18 de novembro, começa mesmo a recebê-los em casa, se assim preferir. A organização entrega a partir desse dia em toda a Grande Lisboa (incluindo concelhos mais distantes, como Mafra, por exemplo, apurou a NiT) e no Grande Porto. Não havendo para já capacidade do parceiro de distribuição para mais locais de entrega, cada pedido isolado de algo que saia ligeiramente deste âmbito geográfico é, no entanto, analisado.

Para o receber em casa, a compra deve então ser feita através do site da iniciativa — as encomendas já estão disponíveis. Pode adicionar enfeites de Natal sustentáveis e feitos em madeira por um valor extra. Se selecionar entregas em casa, verifica logo se a sua morada é abrangida e introduz o local de recepção; se preferir ir depois recolher o seu pinheiro, paga sem a entrega.

Depois de o comprar, é só aguardar: se optou por entrega, o parceiro de distribuição irá agendar diretamente consigo, devendo receber uma chamada a partir de dia 11 de novembro. A NiT sabe que, para estar em casa para receber sua árvore, até pode marcar para um sábado se preferir.

Esta entrega tem um custo de 20€, que pode evitar deslocando-se então ao armazém a ser anunciado em breve — ou a um de vários mercados onde o Pinheiro Bombeiro estará presente: LX Factory, de 25 de novembro a 22 de dezembro; Stylista Winter Market, de 30 de novembro a 1 de dezembro; Cascais Xmas Village de 5 a 22 de dezembro ou o CCB Xmas Market, no dia 15 de dezembro.

Cada pinheiro tem cerca de 1,80 metros de altura e um metro de largura e são originários de Almeirim. Quando o Natal de 2019 estiver já no passado, a devolução da árvore poderá depois ser feita, em locais ainda a anunciar, nos fins de semana de 4 e 5 e 11 e 12 de janeiro.

Publicado por Pinheiro Bombeiro em Terça-feira, 29 de outubro de 2019