NiTfm live

Na cidade

O campo de jogos que se transformou em obra de arte viral abre esta sexta-feira

"Balance”, a intervenção artística de reabilitação criada pelo artista português AkaCorleone, em Lisboa, é agora inaugurada.
Não parece, mas é um campo de jogos.

Ainda não tinha aberto o reabilitado complexo desportivo de Campo Mártires da Pátria e já se tinha tornado viral na Internet — pelos melhores motivos. Esta sexta-feira é finalmente inaugurado, pela Junta de Freguesia de Arroios em parceria com a Câmara de Lisboa e a Plataforma Underdogs, “Balance”, o campo de jogos que é também uma incrível intervenção artística viva, criada pelo artista português AkaCorleone.

“Balance” (ou “equilíbrio”, em português) é uma intervenção direta no solo do Polidesportivo do Campo dos Mártires da Pátria, Lisboa, de um antigo campo de basquetebol que precisava de reabilitação urbana.

Este foi recentemente pintado pelo artista no âmbito de uma parceria da Câmara Municipal de Lisboa com a galeria de street art — e programa de intervenção — de Vhils, “Underdogs”, para promover a arte urbana e a sua utilização pelos cidadãos.

A obra tem as dimensões de 14 por 25 metros e foi realizada com recurso a tinta de esmalte antiderrapante e endurecedor, tendo levado cerca de nove dias a completar. No total, foram usados cerca de 91 litros de tinta, 24 litros de endurecedor e cinco litros de diluente.

Na manhã desta sexta-feira, o artista AkaCorleone e o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, visitaram o terreno agora renovado do campo polidesportivo da freguesia de Arroios, para o inaugurar. Os primeiros miúdos já estarão a jogar basquetebol.

Sobre a obra, AkaCorleone explica: “A busca do verdadeiro equilíbrio, da dualidade perfeita entre duas pessoas, duas equipas, dois lados, duas realidades, é difícil de alcançar, mas é possível.”

Segundo o artista, o conceito para este projeto foi jogar com a noção de dualidade: “Dois pontos de vista diferentes, dois lados diferentes que se complementam um ao outro como duas versões opostas da mesma realidade que só podem ser entendidas como uma só.”

Acrescenta ainda que o impacto da obra procura recair sobre o “aspeto mais lúdico e comunitário de um local que reúne diariamente pessoas diferentes, de idades e contextos diferentes, para praticar vários desportos por cima deste piso. Tem muito em conta a importância das várias comunidades que o usam e do bairro em que está inserido”, conclui.

Além de se tornar viral nas redes sociais assim que foi conhecido o resultado final, o campo já fez notícia nos media internacionais. A “Hypebeast“, por exemplo, destaca a intervenção “que relata o sujeito masculino e feminino em lados opostos” e chama a atenção para o trabalho e para a plataforma online do artista português.

O Polidesportivo do Campo dos Mártires da Pátria estará aberto todos os dias entre as 7 as 22 horas, para toda a comunidade poder jogar basquetebol ou futebol de forma informal.