NiTfm live

Na cidade

Novos passes: número de passageiros nos transportes públicos aumentou quase 20%

Os dados publicados no site da Área Metropolitana de Lisboa revelam ainda que houve um crescimento superior a 25 por cento na venda de títulos.
Os transportes rodoviários foram os que mais aumentaram.

Desde que entraram em vigor os novos preços dos passes na Área Metropolitana de Lisboa (AML), em abril do ano passado, registaram-se cerca de 477 milhões de passageiros nos transportes públicos da Grande Lisboa. Os dados da AML, que fazem o balanço desta medida, entre a entrada em vigor e o final de dezembro de 2019, revelam ainda que, do universo total de passageiros, 398 milhões usaram passes Navegante.

Os dados publicados esta terça-feira, 21 de janeiro, no site da AML revelam que o número de passes vendidos aumentou 25,4 por cento neste período, o que se refletiu num aumento na ordem dos 18,1 por cento do número total de passageiros transportados nesse espaço de tempo, face ao mesmo período de 2018.

Os transportes rodoviários foram os mais usados, com cerca de 228 milhões de passageiros, seguidos do metro (141 milhões), das ferrovias (94 milhões) e dos transportes fluviais, com 14 milhões. O maior aumento percentual registou-se nos transportes ferroviários, onde o número de passageiros cresceu 31,9 por cento.

De acordo com os dados agora divulgados pela AML, a venda de cartões Lisboa Viva foi o indicador que mais aumentou: o crescimento ultrapassou os 78 por cento.

Segundo a AML, estes resultados “confirmam, de uma forma inequívoca, que as novas soluções de deslocação criadas pelos passes Navegante, em abril de 2019, favorecem uma mobilidade mais sustentável”, tendo um impacto económico e social “muito significativo nas famílias que habitam ou trabalham na região metropolitana de Lisboa”.