NiTfm live

na cidade

Melhor bairro do mundo #9: Há lá coisa mais linda do que o Barreiro

Dois dos nossos repórteres defenderam a sua cidade sem medo, com bolas de Manteiga numa mão e crepes com Nutella na outra.

Não temos milhares de turistas a encherem as ruas, tuk-tuks a cada quilómetro, nem compramos casas a preços exorbitantes. Por outro lado, temos sossego, pouco trânsito e muitos sítios jeitosos para comer e visitar. É por isso que o Barreiro (ou, para quem prefere modernismos, Lisbon South Bay — não gostamos muito disto) é um dos melhores sítios para viver na Margem Sul.

Além disso, estamos a 20 minutos de barco de Lisboa. Repetimos: 20 (e sem trânsito, só com algumas ondas mais loucas pelo caminho). É o tempo perfeito para dormir, falar com o amigo que não vemos há anos, ler a NiT ou distribuir uns gostos nas redes sociais.

Os mais intriguistas vão contra-argumentar com as greves da Soflusa e os prédios em degradação. Porém, o Barreiro não é assim tão mau como se pensa. Temos restaurantes com uma decoração mais discreta mas com boa comida a 7€, como o Planalto, e outros que qualquer it girl vai querer visitar, como o Talho Central do Barreiro.

Depois da refeição, pode sentir-se ainda mais feliz com as melhores bolas de manteiga do País, que estão na Pastelaria Moderna, ou provar o melhor pastel de nata do mundo, que pode encontrar na Mafraria.

Como o Barreiro não é só feito de comida, aproveite para queimar calorias enquanto caminha pela Avenida da Praia ou no percurso até ao famoso mural do street artist Vhils.

Precisa de mais motivos para ir ao Barreiro? Muito bem, temos 14. Carregue na galeria para conhecer as sugestões dos nossos dois repórteres Andreia Guerreiro e Adriano Guerreiro. E não, eles não têm qualquer relação familiar. Têm o mesmo apelido, trabalham no mesmo sítio e vivem na mesma cidade, mas isso é a mais pura das coincidências.