NiTfm live

na cidade

Mau tempo provocou um buraco do tamanho de um carro na Rua Garrett

Duas escolas na região de Lisboa já tiveram de ser fechadas, e os Sapadores de Lisboa registaram 54 ocorrências, só durante a manhã.

Há carros inundados, chapéus de chuva virados ao contrários e, até esta manhã, os Sapadores de Lisboa já tinham registado 54 ocorrências. O mau tempo não dá tréguas a ninguém, e parece que não vai melhorar tão cedo. Só na manhã desta sexta-feira, 9 de março, já foram cancelados voos na Madeira, e o continente não está muito melhor.

Durante a manhã, a Rua de Angola, na zona dos Anjos, em Lisboa, teve de ser cortada ao trânsito. Segundo avança a “Rádio Renascença”, a estrada nesta zona abateu, e teve de ser criado um perímetro de segurança para evitar acidentes. 

Na Rua Garrett, a chuva provocou ainda o abatimento do piso em frente à Pastelaria Bernard, no número 104. Segundo a Proteção Civil Municipal, tal como escreve a RTP, o buraco tem dimensão suficiente para caber um carro, e pode continuar a abater. O trânsito teve de ser interrompido, mas já voltou a circular. 

“O pavimento da estrada começou a fissurar e aluiu, causando um buraco já com tamanho suficiente para caber um carro. Tendo em conta as previsões meteorológicas para os próximos dias estamos atentos e a avaliar a situação”, afirma a proteção civil. 

O Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, a Polícia Municipal e a Proteção Civil já estão no Chiado a avaliar os estragos, e já iniciaram trabalhos de reparação. Entretanto, a obra teve de ser suspensa por causa de uns tubos de gás que existem neste espaço.

Em Campo de Ourique, na Rua do Arco do Carvalhão, o piso também abateu. Segundo escreve o “Sapo 24”, o estrago será maior do que o registado no Chiado.

Também em Lisboa, nos Olivais, a Escola Básica 2, 3 teve de fechar, e o “Diário de Notícias” mostra imagens partilhadas pelos alunos onde se pode ver água a cair dos tetos da instituição. Em Sintra, também a escola EB2/3 Doutor Rui Gracio, em Montelavar teve de ser fechada por causa das más condições do espaço.