NiTfm live

Na cidade

Martim Moniz já não vai ter praça de contentores

Em reunião da Câmara de Lisboa, Fernando Medina disse que vai lançar um novo concurso e que a concessionária já foi informada.
Praça será renovada, mas noutros moldes.

Depois da polémica e da contestação, o recuo da autarquia. O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, anunciou esta quinta-feira, 25 de julho, que decidiu não avançar com o projeto de requalificação da Praça do Martim Moniz que tinha apresentado em novembro do ano passado: o chamado projeto dos contentores.

A notícia foi avançada pelo “Diário de Notícias“, que explica que o anúncio foi feito pelo próprio Medina, na reunião pública de Câmara desta quinta-feira.

A autarquia já avisou o concessionário e tenciona agora lançar um novo concurso de ideias para a renovação do espaço, noutros moldes. 

O projeto da Moonbrigade, apresentado no ano passado, tinha sido alvo de forte contestação por parte de moradores e comerciantes. Na zona degradada do Martim Moniz, a empresa queria juntar um talho, uma loja de venda de frutas e legumes e, ainda, cabeleireiros e estúdio de tatuagens. Tudo distribuído por contentores.

No início de fevereiro deste ano, houve mesmo um cordão humano na praça em protesto contra o projeto — os manifestantes preferiam um jardim. Em resposta realizou-se depois um encontro “com artistas e amigos da praça” promovido pela empresa, que insistia na necessidade da renovação.