NiTfm live

na cidade

Lisboa venceu e é a Capital Verde Europeia 2020

Numa corrida onde mais de 30 cidades lutavam pela distinção, foi a capital portuguesa que a conseguiu. É a primeira vez que uma cidade do Sul da Europa vence o concurso.

O prémio é atribuído todos os anos, para reconhecer os esforços das cidades com um plano para se tornarem amigas do ambiente e que envolvam a sua população na sustentabilidade ambiental, social e económica. Lisboa foi a primeira cidade do Sul da Europa a vencê-lo.

A capital portuguesa é agora também a Capital Verde Europeia 2020 e a distinção foi anunciada esta quinta-feira, 21 de junho, pelo Comissário Europeu do Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, numa cerimónia na Holanda.

Segundo a Câmara de Lisboa, o prémio é o reconhecimento do trabalho que a cidade tem vindo a desenvolver durante a última década no sentido de ser mais verde e amiga das pessoas. 

Todos os anos, 30 a 40 cidades da Europa candidatam-se a receber a distinção, passando por um longo e exigente processo de candidatura e seleção. Os prémios têm sido sempre atribuídos a cidades do Norte da Europa.

O júri valorizou os esforços para a construção de uma cidade mais amiga das pessoas, com destaque para zonas pedonais amplas da cidade e o forte crescimento das áreas verdes, bem como os avanços conseguidos e os compromissos assumidos em áreas como a eficiência energética e a boa gestão da água.

O painel de peritos destacou ainda que Lisboa é forte no domínio do uso sustentável dos solos, da mobilidade urbana sustentável (transportes), do crescimento verde e da inovação ecológica, da adaptação às alterações climáticas e resíduos.

Na prática, a capital recebe, além da distinção, fundos para preparar o seu ano de 2020 como Capital Verde Europeia.