NiTfm live

na cidade

“Lugares de Abril”: Lisboa vai ter um roteiro com placas e informação da revolução

CML marca na quarta-feira o primeiro dos locais ao ar livre, que passam a estar identificados como pontos chave do 25 de abril.
O Terreiro do Paço é um destes "Locais de Abril".

Lisboa vai ter um roteiro das memórias mais importantes da Revolução do 25 de abril, inscritas e assinaladas (com placas informativas), nas ruas e no espaço público da cidade.

Esta quarta-feira, 24 de abril, pelas 23 horas, o presidente da Câmara Municipal assinala na Rua do Arsenal o primeiro “Lugar de Abril”. Este é o cenário de um dos momentos decisivos do dia 25 de Abril de 1974, onde aconteceu o primeiro confronto entre os militares revoltosos e os membros do regime de Salazar. Na ocasião, juntam-se a Fernando Medina também alguns dos Capitães de Abril. 

O Arsenal será apenas um de 20 pontos da cidade assinalados no âmbito deste novo projeto da CML, em parceria com a Associação 25 de Abril. 

Durante todo o dia de quinta-feira, 25 de abril, serão marcados, por vereadores da autarquia, mais nove locais: o Terreiro do Paço; a Av. Elias Garcia, 162; o Largo S. Sebastião Pedreira; a Rua Sampaio e Pina, 24; a Travessa Estevão Pinto, Campolide; a Alameda das Linhas de Torres, 179; o Largo da Penha de França e a Rua do Quelhas, 2.

Todos os “Lugares de Abril” acabarão de ser sinalizados até ao 50.° aniversário da Revolução. Pode conhecê-los no site oficial.