NiTfm live

Na cidade

Lisboa vai ter uma carrinha pelas ruas a distribuir água — da torneira

A Câmara Municipal também anunciou o seu Plano Estratégico de Reutilização, para reaproveitar água para rega e lavagens.
O regresso dos Pátios de Água à Avenida.

Beber água é indiscutivelmente saudável e absolutamente essencial, sobretudo no verão; bebê-la da torneira é indicado e seguro em Lisboa, garante a EPAL com base em testes regulares. Para incentivar o consumo da torneira na capital, a partir desta segunda-feira, 8 de julho, o Pátio da Água está de volta à Avenida da Liberdade. E é também lançado o Água sobre Rodas: um Pátio da Água Móvel que vai andar pela cidade a dar água, simples ou aromatizada, a quem quiser.

Os dois projetos, que acontecem numa parceria da EPAL com a Câmara Municipal de Lisboa e a Lisboa E-Nova, pretendem promover o consumo e transporte de água da torneira e contribuir para que a cidade seja vista como um exemplo além-fronteiras, reforçando a distinção de Lisboa Capital Verde Europeia 2020.

No Pátio de Água, situado na sede da EPAL (Avenida da Liberdade 14), todos os residentes e visitantes têm um espaço onde podem ir beber água, todos os dias, excepto domingos e feriados, das 11h30 às 18h30. 

Paralelamente, a opção da torneira andará novamente sobre rodas à boleia de uma carrinha de roadshow que irá passar em locais icónicos, oferecendo água da torneira, promovendo a sua qualidade e incentivando o seu consumo, como a opção mais amiga do ambiente. Ambas as iniciativas acontecem até 14 de setembro.

A edição deste ano será sustentável no que respeita aos resíduos gerados, havendo áreas de compostagem onde serão depositados os resíduos orgânicos produzidos. O composto gerado em ambos os Pátios (fixo e móvel), será devolvido à terra sob a forma fertilizante natural, com a plantação de árvores numa escola da cidade, a definir pela Câmara Municipal.

Os locais e datas por onde a água da torneira andará sobre rodas poderão ser brevemente conhecidos no site da EPAL.

Água reaproveitada para limpar e regar Lisboa

Neste mesmo dia, a Câmara Municipal de Lisboa anunciou que vai começar a implementar o seu Plano Estratégico de Reutilização de Água.

O programa quer que até 2025 o município poupe três milhões de metros cúbicos de água potável, ou seja cerca de 75 por cento do consumo atual. Os grandes consumidores da cidade podem poupar até seis milhões de metros quadrados.

O plano implica a criação de uma rede de água reciclada, a Água+, saída das três ETAR de Lisboa, com 55 quilómetros de extensão. Esta água não é potável, mas segura para a rega, lavagem de ruas, criação de lagos ou nos sistemas de refrigeração de indústrias.

A autarquia adianta que a primeira fase, a implementar até 2020, está já em funcionamento em Alcântara, Frente Ribeirinha e Parque das Nações.

Publicado por Câmara Municipal de Lisboa em Segunda-feira, 8 de julho de 2019