NiTfm live

Na cidade

Lisboa vai ter mais árvores e espaços verdes até 2021

A Câmara Municipal também quer reduzir os níveis de consumo de água e vai para isso criar um sistema de reciclagem da água usada na rega.
O programa arranca a 10 de janeiro de 2020.

Em 2021, Lisboa vai contar com mais 347 hectares de espaços verdes do que em 2008. A promessa foi feita pelo vereador do Ambiente, Estrutura Verde, Clima e Energia da Câmara Municipal de Lisboa (CML), Ricardo Sá Fernandes. A autarquia apresentou esta sexta-feira, dia 29 de novembro, o programa Lisboa Capital Verde Europeia 2020, uma iniciativa a cargo da CML.

Um dos objetivos deste programa — que já está a ser implementado desde 2017 — é a plantação de cem mil árvores por toda a cidade. O vereador anunciou ainda que a Câmara pretende reduzir o ruído e também as emissões de dióxido de carbono. Entre as medidas para o alcançar, estão uma melhoria na rede de transportes públicos e uma nova rede de bicicletas partilhadas.

“Queremos ter uma mobilidade mais sustentável. Sete em cada dez viagens em transportes públicos até 2030, é este o objetivo”, explicou Ricardo Sá Fernandes sobre o programa que arranca oficialmente a 10 de janeiro de 2020.

A Câmara Municipal de Lisboa também quer reduzir os níveis de gastos de água e vai para isso criar um novo “sistema de água” reciclada, “que pode ser utilizada para reduzir o consumo global.”

Para avançar com o programa, a câmara tem um orçamento já aprovado 60 milhões de euros. Entretanto, a 6 de dezembro (sexta-feira), vai ser lançado um site para o Lisboa Capital Verde Europeia 2020 e em janeiro chega uma loja à Praça do Município com informações diárias sobre a agenda da iniciativa.