NiTfm live

na cidade

Lisboa vai ter mais sete ciclovias este ano: saiba onde

A EMEL é que vai construí-las e passa também a gerir toda a rede de semáforos de Lisboa.
Mais vias para ciclar.

A Câmara de Lisboa já o tinha prometido: até 2021, o atual executivo quer 200 quilómetros de ciclovias na capital. Com a atual rede a chegar aproximadamente aos 90 quilómetros, isso quer dizer que ainda há muito trabalho a fazer.

E segundo a Assembleia Municipal de Lisboa, que reuniu esta quarta-feira, 13 de março, o próximo passo já está dado. A cidade vai ganhar sete novas ciclovias ainda este ano, num investimento de cerca de três milhões de euros.

De acordo com o “DN“, as obras vão estar a cargo da EMEL, empresa que, já a NiT noticiara, vai ter em breve muitos mais poderes e capacidades.

De parques de estacionamento até obras para a colocação de carris para o elétrico, gestão da Gira e da rede de semáforos, tudo o que é tráfego e mobilidade em Lisboa passa a ser EMEL.

Quanto às novas ciclovias previstas para este ano, adianta o jornal, já são conhecidas as suas localizações: Avenidas Novas—Arroios, Alvalade—Avenida Gago Coutinho, Avenida Combatentes—Lima Basto, Parque das Nações, Alvalade—Areeiro, eixo Avenida Manuel da Maia—Avenida Afonso Costa, rede ciclável ocidental e outras vias e projetos paralelos.