NiTfm live

Na cidade

Lisboa já tem uma incrível casa na árvore

A marca Timberland ofereceu o espaço à autarquia. Já pode realizar o seu sonho de subir a uma casa erguida entre troncos.
Que maravilha.

Muitos de nós crescemos a ver filmes ou a ler livros de aventuras onde era imprescindível uma casa na árvore: um espaço mágico de brincadeiras, histórias e refúgio, que sempre invejamos secretamente. Agora Lisboa tem uma casa destas que pode conhecer, num dos seus mais bonitos e populares espaços verdes: o Jardim da Estrela.

No âmbito do projeto Urban Greening, este espaço ganhou um novo local para promover projetos sustentáveis. Oferecida pela marca Timberland, responsável por este projeto, à Câmara de Lisboa, a casa na árvore pretende convidar todos a participarem neste movimento e a plantarem árvores, combatendo a desflorestação mundial.

Fica mesmo no meio das árvores.

Num espaço mais abandonado do jardim foi assim erguida esta casa, em parceria com a empresa Cabana.Studio que construiu a cabana. Esta é cem por cento sustentável, sem pregos, com madeira reutilizada e sem qualquer tipo de tinta ou químico.

Foram precisas cerca de 600 horas de trabalho e uma equipa de três pessoas para erguer este paraíso no meio da natureza.

Foram plantadas mais árvores.

A casa não é propriamente na parte frondosa das árvores mas está perfeitamente integrada na natureza. A técnica de timber frammimg resulta do encaixe das madeiras e, por isso, não precisa de pregos; a madeira usada foi reutilizada das árvores abandonadas nas estradas.

Após a apresentação do projeto, no passado fim de semana, onde a marca também levou a cabo uma ação e plantação, a casa foi então doada à autarquia, prometendo trazer mais projetos sustentáveis.

O projeto Urban Greenning já está em todo o mundo, com exemplos igualmente marcantes: Em Milão, por exemplo, a marca está a transformar um pátio industrial numa horta urbana verde.

No Reino Unido, os responsáveis estão a renovar áreas urbanas no sul de Londres, com o objetivo de transformá-las em centros comunitários verdes e em Amesterdão a marca pretende assumir o Mediamatic, um instituto cultural para a realização de palestras e workshops práticos sobre ecologia urbana.

À noite também é incrível.