NiTfm live

Na cidade

Hotéis portugueses faturaram 7,7 milhões de euros por dia em 2018

Os dados do INE apontam para um valor total de 2,8 mil milhões de euros no ano passado.
Os dados referem-se ao ano passado.

sabíamos que o número de turistas em Portugal não para de aumentar e que os nossos hotéis são um motivo de orgulho, com vários prémios nas mais conceituadas revistas internacionais. Este mês de agosto, a cadeia norte-americana CNN até considerou uma praia portuguesa como a melhor do mundo para visitar nesta altura do ano.

Assim, não é difícil perceber as avultadas receitas que os estabelecimentos hoteleiros somam em Portugal. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), os hotéis faturaram 2,8 mil milhões de euros em 2018 — o que corresponde a cerca de 7,7 milhões de euros por dia. O valor registado no ano passado representa 78,2 por cento das receitas totais em hotelaria, que incluem outro tipo de alojamentos, como os populares Airbnbs. Os dados do INE mostram que, apesar do crescimento dos alojamentos locais, as receitas nos estabelecimentos mais tradicionais de turismo continuam a ser as mais expressivas.

Da faturação obtida pelos hotéis no ano passado, dois mil milhões de euros correspondem aos rendimentos das estadias, isto é, de cada dormida (cerca de 71 por cento do valor total).

Lisboa foi o distrito com mais peso — com uma faturação de 1,1 milhões de euros —, seguindo-se o Algarve, com um milhão. A região norte registou 472 milhões de euros e os Açores tiveram o valor mais baixo do País: 95 milhões de euros em receitas de hotéis.

Em 2018, a taxa de ocupação-cama foi de 51,9 por cento, menos um por cento face ao ano anterior. A Madeira teve o nível de ocupação mais elevado (67 por cento), seguindo-se Lisboa (61,5 por cento) e o Algarve (51,4 por cento). Ainda assim, as únicas regiões que registaram aumentos neste indicador foram Lisboa e o Alentejo