NiTfm live

Na cidade

Há uma nova plataforma para encontrar alojamento para os profissionais de saúde

O Rooms Against Covid-19 tem mais de mil quartos. Estão abertas as inscrições de propriedades e a pedidos de alojamento.
Quartos para descansar em isolamento.

Há mais uma plataforma em Portugal que pretende juntar aqueles que têm casas, alojamentos locais ou hotéis, aos profissionais de saúde que precisam de um espaço isolado para descansar, longe da família e sem receios de a poder contaminar.

Em plena pandemia do novo coronavírus, aqueles que trabalham na linha da frente devem entrar no site Rooms Against Covid-19 para encontrar mais de mil ofertas de alojamento. Já os responsáveis de alojamentos locais que se queiram juntar ao movimento deverão preencher o formulário para AL, devendo os hotéis contactar a  Associação da Hotelaria de Portugal ou preencher um formulário para hotéis.

Criada em parceria com a GuestCentric e a HiJiffy, a plataforma de reservas de apartamentos e quartos procura evitar a propagação do vírus, isolando médicos, enfermeiros, auxiliares de ação médica, técnicos e administrativos, que, devido à sua profissão, estão em constante perigo de exposição.

A ideia surgiu no âmbito de um grupo de trabalho com cerca de 100 pessoas, que identificou esta necessidade e recolheu uma lista de hotéis e unidades de alojamento local para, gratuitamente, disponibilizarem quartos para os profissionais de saúde. De forma a conseguir disponibilizar o maior número de quartos possível e dar uma resposta mais eficiente aos mais recebidos, as principais cadeias hoteleiras e alojamentos locais, de norte a sul do país, estão a ser contactados, fazendo parte já da base de dados cerca de mil quartos de 150 hotéis e empresas de alojamento local. Neste momento, 130 pessoas já usufruíram deste serviço e entraram 400 pedidos de alojamento. 

O Rooms Against Covid-19 conta com o apoio do Turismo de Portugal, entidade que disponibilizou um fundo de 250 mil euros para apoiar os proprietários de alojamentos e hotéis com os custos de eletricidade, água, gás e limpeza.

A AHP – Associação da Hotelaria de Portugal e o Click2Portugal juntaram-se à iniciativa para estabelecer a ponte com hotéis que ainda não estejam disponíveis na plataforma, fazendo em simultâneo o levantamento da disponibilidade de quartos de hotéis junto dos seus associados para poderem também ser depois disponibilizados.

Também a Associação de Alojamentos do Alojamento Local em Portugal (ALEP) se juntou, ficando agora encarregue da gestão dos AL na plataforma, que pode ainda conhecer através do Facebook.