NiTfm live

Na cidade

GNR vai andar em todo o País a controlar cintos de segurança e cadeirinhas

A mega operação de fiscalização começa esta segunda-feira, 9 de setembro, em todo o território nacional.
Cadeiras, cintos e capacetes na mira.

Não se admire se uma patrulha da GNR o mandar parar nos próximos dias. A autoridade policial vai ter uma operação de fiscalização intensiva, intitulada “Proteção máxima, risco mínimo”, nas estradas entre esta segunda-feira, dia 9 de setembro, e o próximo domingo, dia 15.

Segundo a Lusa, citada pelo “Sapo24“, a intervenção pretende promover comportamentos mais seguros, tanto por parte de condutores como de ocupantes, e “diminuir a gravidade das consequências dos acidentes de viação”.

De acordo com a GNR, o cinto de segurança e o sistema de retenção para crianças têm por finalidade impedir a projeção dos ocupantes, minimizando a gravidade dos ferimentos, em caso de acidente de viação.

Já os capacetes, também alvo desta fiscalização, são o principal dispositivo de segurança para os condutores das motas e absorvem parte da energia do impacto, estimando-se que o uso seja responsável por evitar 50 por cento das mortes em desastres.

A GNR detetou, em 2018, cerca de 19 mil condutores que não usavam o uso do cinto de segurança, ou estavam a utilizá-lo incorretamente, 1.446 por não utilização das cadeirinhas para crianças e 936 por não utilizarem capacete durante a condução de motas.