NiTfm live

na cidade

Este ano, o Arraial dos Navegantes começa em maio — e não é o único

Já são conhecidos os arraiais da cidade e a NiT faz o roteiro que os viciados em sardinhas e festas populares não podem perder.
Eles estão a chegar (Foto José Frade/Egeac).

Falta pouco mais de uma semana para chegar o mês favorito de muitos alfacinhas, que contam os dias para junho e para os seus arraiais, marchas, manjericos e bailaricos. A capital ganha uma animação única, cheiro a sardinha e a bifanas e as Festas de Lisboa enchem os bairros de atividades gratuitas, concertos e exposições — e já foram todos anunciados, esta terça-feira, 21 de maio.

Foram também confirmadas as datas e programas base para os arraiais maiores e mais marcantes destes festejos. Todos os anos há dezenas de arraiais pela cidade e arredores, dos mais pequenos e de bairro aos enormes, com cartaz e mil ofertas. Entre os dois tipos, consegue facilmente passar o mês inteiro a jantar sardinhas no pão, se assim quiser. 

Já com os balões, luzes e música dos Santos Populares em mente, a NiT ajuda-o a organizar a sua vida para não perder os seus arraiais favoritos, ou pelo menos os mais icónicos e de maior dimensão. Tome nota, porque este ano tudo parece começar um pouco mais cedo.

Já no próximo fim de semana, de 25 e 26 de maio, o Palácio Baldaya, em Benfica, recebe o Mais Pequeno Arraial do Mundo, um arranque em pleno para a época mais animada do ano. Dizemos-lhe quais são os restantes por ordem cronológica.

Arraial de Campolide 

De há uns anos para cá, os Santos Populares festejam-se em grande em Campolide, naquele que é um dos arraiais mais procurados de junho em Lisboa. A festa está marcada para a Quinta do Zé Pinto, tal como em 2018, e acontece de dia 30 de maio até 16 de junho. Em 2019, vai durar duas semanas em vez de ocupar o mês inteiro (como aconteceu na edição anterior) mas não se preocupe porque o cartaz está cheio de concertos.

Das presenças confirmadas fazem parte Iran Costa, a 31 de maio; Rosinha, a 7 de junho; Ruth Marlene, no dia 12; e, a 14, Quim Barreiros. Haverá ainda outras bandas e alguns DJ. Além dos concertos, o relvado será ocupado por tasquinhas, bem como aulas de zumba previstas para alguns dias. A entrada é gratuita, por isso vai poder comer e dançar pela noite fora. 

Arraiais na Regata de Portugal

De 30 de maio a 2 de junho, o Terminal de Cruzeiros de Lisboa vai ser o spot mais cool da cidade. A Regata de Portugal vai aliar as provas dos velejadores aos arraiais dos Santos Populares. O objetivo, segundo Francisco Mello e Castro, CEO da Regata de Portugal, é: “Transformar o Tejo num grande espetáculo, tanto em água como em terra. Queremos que este seja o spot dos Santos Populares mais cool de Lisboa.” Durante os quatro dias, a festa começa às 17 horas e só termina às duas da manhã.

A partir das 21 horas, há música. Os Santos Pa’Pulares, dos mesmos criadores das festas Revenge of the 90’s, vão pôr toda a gente a dançar em modo bailarico e ao som de pimba.

No dia 30, o cabeça de cartaz tem Iran Costa e, no dia seguinte, Ágata vai convencer todos a cantar “Perfume de Mulher”. No dia 1 de junho, começa o Arraial da NiT, com uma atuação de Mónica Sintra naquele que promete ser o melhor Arraial do Rio Tejo. Depois, são os DJ da NiTfm que o vão tomar conta do recinto até às 2 horas. No domingo, 2 de junho, a festa termina às 21 horas. O DJ André Henriques será o cabeça de cartaz.

A entrada no evento é gratuita. Tal como no ano passado, a gastronomia estará a cargo do chef Vítor Sobral. O restaurante Cais Tejo planeou uma carta inspirada nos arraiais e Santos Populares.

Arraial dos Navegantes

O Arraial dos Navegantes do Parque das Nações é o mais amigo das famílias, com cerca de dois mil lugares sentados, para privilegiar convívios mais prolongados em família ou com amigos. Existe também um espaço dedicado aos miúdos, o “Arraialito”, que conta com acompanhamento de voluntários e onde se promovem atividades lúdicas para os mais novos. Uma boa novidade é que este ano, o Arraial dos Navegantes será ainda mais ecológico, com a eliminação dos pratos, talheres e taças de plástico. 

Acontece de 31 de maio a 2 de junho e já tem site e página no Facebook. Em 2017, a NiT fez uma votação para que todos os leitores escolhessem o melhor arraial de Lisboa e adivinhe qual ganhou? O dos Navegantes, claro.

Arraial da Vila Berta

Tudo começou com uma brincadeira de vizinhos em 2010, de comemoração do centenário da vila e, de então para cá, tornou-se num dos arraiais mais concorridos das Festas de Lisboa. Este ano, segundo a organização, há mais do mesmo: as melhores sardinhas, as melhores imperiais e, sempre e só, única e exclusivamente a melhor música popular portuguesa. 

O Arraial da Vila Berta, no Bairro da Graça, acontece este ano entre dias 1 e 13 de junho. 

Arraial de Santo António de Alvalade 

É ainda um relativo jovem numa cidade com grandes tradições neste campo. Mas nos primeiros anos de vida já conseguiu um lugar de referência nos Santos Populares. E está de volta: a edição de 2019 vai acontecer entre 7 e 16 de junho, no Parque de Jogos 1.º de Maio.

À semelhança do que aconteceu na edição de 2018, este ano haverá concertos todos os dias. E, como é óbvio, não faltará a oferta gastronómica tradicional da época, com sardinhas, bifanas, caracóis, farturas e outras doçarias, bem como cachorros e leitão assado. Este ano haverá também comida vegetariana à disposição dos visitantes. Quanto ao cartaz, no dia de abertura, 7 de junho, pode contar com um concerto dos GNR. Nos dias seguintes vão atuar os Los Capas Quentes (8 de junho), os Abuse (9), os Kimanus (12), os Quiosque Marmelada (13), os The Jeggas (14) e os FunkOff (15 de junho). Na Noite Jazz, o Arraial de Santo António recebe o Joana Rodrigues Quarteto (11 de junho) e na Noite de Fado, que como tem sido hábito assinala o fim do arraial, sobe ao palco a fadista Sara Correia (16 de junho).