NiTfm live

na cidade

Escadas rolantes do Martim Moniz pararam com dias de vida — mas foi para manutenção, diz CML

Pouco mais de uma semana após a sua inauguração, uma foto das novas Escadinhas da Saúde paradas tornou-se viral. Mas não passou de uma manutenção regular, diz a Câmara à NiT.

Uma das fotos partilhadas no Facebook.

Elas chegaram três anos depois da promessa, com pompa e circunstância, inauguração com o presidente da Câmara de Lisboa, muitas notícias e cobertura e muito feedback positivo dos cidadãos. As escadas rolantes que o fazem chegar ao Castelo sem grande esforço, ou as Escadinhas da Saúde, que ligam o Martim Moniz à Colina do Castelo, foram anunciadas em 2015 e oficialmente inauguradas a 13 de outubro. E pouco mais de uma semana depois, avariaram. Ou não?

Segundo a Câmara de Lisboa, parece que não. Apesar de algumas fotos das escadas paradas e com um sinal de intervenção à frente se terem tornado virais, na verdade elas foram simplesmente alvo de uma intervenção regular na manhã de terça-feira, 23 de outubro. A NiT contactou a autarquia que explicou, ao final da tarde do mesmo dia, que “as escadas foram alvo de uma curta operação regular de manutenção durante a manhã e estão operacionais desde as 12h30”.

Nas redes sociais, multiplicaram-se as críticas perante as fotos que indicavam uma possível avaria numa fase tão precoce e ainda em periodo pós-inaugural, embora algumas pessoas comentassem que pudesse ser o que se veio a verificar segundo a CML, ou manutenção.

O percurso tem 32 metros e um desnível de 13 metros. A utilização das escadas é gratuita e vai permitir o acesso mais facilitado até à Rua Marquês de Ponte de Lima. O obra faz parte do Plano Geral de Acessibilidades Suaves e Assistidas à Colina do Castelo, é da responsabilidade da EMEL e representou um investimento de 830 mil euros.

No projeto anunciado em 2015 estavam outros dois lances de escadas que fariam a chegada mesmo até ao Castelo, mas essas obras ainda não estão concluídas e por enquanto só consegue ir até à Rua Marquês de Ponte de Lima.