NiTfm live

Na cidade

EMEL pode vir a multar trotinetes mal estacionadas

A ideia é aproveitar as competências de fiscalização de estacionamento da empresa.
As regras de estacionamento vão mudar.

As trotinetes elétricas não param de chegar a Lisboa e é impossível não reparar nelas. Aliás, muitas delas estão junto a escadas do Metro ou até caídas ao virar da esquina. Sabe-se agora que a EMEL pode vir a ajudar nessa fiscalização.

Esta sexta-feira, 22 de fevereiro, o presidente da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL), Luís Natal Marques, admitiu que a empresa pode ser o método mais fácil para evitar o estacionamento indevido.

“Enquanto empresa municipal de estacionamento, no que diz respeito ao estacionamento desses veículos, ou de outros, poderemos e estaremos sempre à disponibilidade do município para sermos solução”, adiantou durante a comissão de Transportes, Mobilidade e Segurança da Assembleia Municipal de Lisboa.

A novidade vem no seguimento da decisão da Câmara Municipal de multar quem deixa este meio de transporte mal parado. Também será limitado o número de veículos estacionados rua a rua.

A autarquia quer ainda saber, em tempo real, onde andam todas as trotinetes da cidade, pelo que as diferentes operadoras teriam de fazê-lo até ao final de janeiro, sob pena de perderem a licença.

Em janeiro, a PSP passou uma multa no valor de 250€ a um jovem de 18 que passava bêbado pela Rua Cintura do Porto, em Lisboa. O condutor tinha uma taxa de 1,08 gramas de álcool por litro de sangue. Na altura, explicaram que foi a primeira vez que “aplicaram uma coima do género a uma trotinete de aluguer”.