NiTfm live

Na cidade

Atenção: já se sabe quando abrem as candidaturas às rendas acessíveis do Porto

A autarquia publicou todas as regras para o sorteio de habitações com rendas a partir de 150€ no centro da cidade.
Uma boa oportunidade.

São 15 casas com rendas acessíveis, totalmente reabilitadas e prontas a habitar, no centro histórico da cidade. E vão ser sorteadas pela Câmara do Porto, num concurso que começa já esta segunda-feira, 20 de janeiro.

Segundo adianta a autarquia na sua página de notícias, é nesse dia que começa a contar o período para candidatura a uma das 15 habitações reabilitadas no Morro da Sé que o Município vai pôr no mercado com rendas acessíveis.

De acordo com o edital já publicado, os fogos serão atribuídos mediante sorteio a quem apresentar candidatura até 28 de fevereiro e segundo as condições do programa que pode ser consultado online.

Sabe-se já o que está disponível: dois T0 com rendas de 220 e 250€; quatro T1 ou equivalente com rendas entre os 150 e os 270€; seis T2 ou equivalente com rendas acessíveis entre os 390 e os 700€; e três T2 duplex ou triplex com rendas entre os 320 e os 935€.

Segundo a autarquia, as candidaturas terão de ser formalizadas presencialmente na sede da Porto Vivo, SRU (Rua Mouzinho da Silveira, 212), nos dias úteis entre as 9 e as 17 horas. O sorteio acontece no dia 3 de março e as casas podem ser visitadas mediante marcação prévia, através do número de telefone 222 072 700.

De acordo com a Câmara, no processo de candidaturas terão mais hipóteses os agregados jovens, com crianças e com rendimentos mais baixos. A possibilidade de concorrer é aberta a quem já viva na cidade e a quem trabalhe no Porto há, pelo menos, seis meses.

A autarquia explica que há dois critérios essenciais para ser elegível ao sorteio: o dos rendimentos auferidos pelo agregado e o da adequação da tipologia à composição do núcleo familiar, sendo que um T0 deverá ser ocupado por uma a duas pessoas, por exemplo. Os contratos terão uma duração de cinco anos.