NiTfm live

Na cidade

As temperaturas vão chegar aos 40 graus esta semana

17 distritos estarão sob aviso amarelo por causa do calor nos próximos dias.
Tenha cuidado com a exposição ao sol.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) avançou na segunda-feira, 19 de agosto, tal como a NiT noticiou, que esta semana as temperaturas iriam subir quatro a oito graus. A previsão vai concretizar-se e já está a gerar alertas por causa do calor.

A partir das 10 horas de quarta-feira, e até às 18 horas de quinta, dia 22, estará em vigor um aviso amarelo que abrange os distritos de Évora, Porto, Setúbal, Santarém, Lisboa, Leiria, Beja, Coimbra e Braga. Neste dia, as temperaturas vão rondar os 36 e os 38 graus, em Setúbal e Santarém.

Entre as 10 e as 18 horas de quinta-feira, o alerta recai sobre outro grupo de distritos: Bragança, Viseu, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Castelo Branco e Portalegre. Embora não esteja na lista, Santarém poderá atingir os 40 graus. Já Lisboa deve ficar pelos 35.

Segundo o IPMA, os 17 distritos vão estar sob aviso amarelo devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas. No entanto, com a chegada do fim de semana, as temperaturas deverão descer ligeiramente.

O perigo de incêndio

Esta terça-feira, 20 de agosto, também por causa do calor, estão 35 concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Castelo Branco, Coimbra, Viseu, Guarda, Santarém e Bragança em risco máximo de incêndio.

São Brás de Alportel, Tavira, Castro Marim, Alcoutim (Faro), Marvão, Nisa, Gavião (Portalegre), Abrantes, Sardoal e Mação (Santarém), Vila Velha de Ródão, Vila de Rei, Proença-a-Nova, Oleiros, Penamacor e Covilhã (Castelo Branco), assim como Carregal do Sal, Mangualde, Penedono e Tabuaço (Viseu), são algumas das zonas que requerem maior cuidado.

De acordo com o instituto, o risco de incêndio vai continuar máximo, muito elevado e elevado pelo menos até ao fim de semana em vários distritos de Portugal.

Por causa das condições meteorológicas, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recorda que durante o período crítico de incêndios, que se estende até 30 de setembro, é proibido fazer queimadas extensivas ou queima de amontoados sem autorização. Além disso, não é permitido utilizar fogareiros e grelhadores nas zonas críticas do espaço rural, nem fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.