NiTfm live

Na cidade

“A minha vida virou do avesso”, diz o dono do hotel com a câmara oculta em Matosinhos

O engenheiro garante à NiT que ficou surpreendido com a descoberta das hóspedes e que não tem nada a ver com o caso.
Agentes da PSP encontraram a micro-câmara.

Na noite de quinta-feira, 20 de junho, três turistas malaias chamaram a PSP depois de terem descoberto um objeto estranho numa das tomadas da casa de banho do alojamento local Nice House, em Matosinhos. Os agentes desmontaram o equipamento e perceberam que se tratava de uma câmara de filmar. Contactado pela NiT, o proprietário — que não quis revelar o nome — garante que não sabia da existência deste equipamento eletrónico. 

A reserva das três mulheres foi feita através do site Booking, onde o alojamento tem uma ótima pontuação: 9,2. Contudo, a experiência acabou por ser revelar assustadora e macabra. Uma das hóspedes, Ruby Woo, relatou na sua página do Facebook como tudo aconteceu.

“Ficámos realmente assustadas e queríamos sair daquela casa imediatamente, mas tínhamos medo de que o proprietário ficasse alarmado, porque ele mora no andar de baixo e já passava da meia-noite. Fizemos alguns telefonemas para pedir ajuda, até finalmente entrarmos em contacto com a polícia. O agente não falava inglês muito bem. (…) A espera pareceu meio século, mas o polícia lá acabou por bater à porta 30 minutos depois”.

Segundo o “Jornal de Notícias“, o grupo chamou a polícia por volta das 1h45 da manhã. Quando chegou ao apartamento — localizado na Rua do Recarei, em Leça do Balio —, a PSP desmontou o aparelho e confirmou que se tratava de uma micro-câmara com ligação wireless, com uma palavra-passe na parte de trás.

Apesar da situação ilegal e embaraçosa, o dono do imóvel — um engenheiro eletrónico de 47 anos que preferiu não se identificar — diz à NiT que não foi ele quem instalou a câmara na casa de banho e que não tinha sequer conhecimento que aquele equipamento existia no seu alojamento.

Sempre fui um anfitrião impecável. Temos boas notas nos sites, a casa está sempre limpa e arrumada. Acredito que algum outro hóspede tenha deixado aquilo. Muitas vezes alugamos por 20 ou 30 dias e a casa passa a ser dos clientes. Nem passamos por lá. A minha vida virou do avesso e eu não sei o que fazer”.

Na página do Booking, há vários comentários positivos sobre o comportamento do anfitrião escritos por antigos hóspedes. A simpatia do proprietário é a qualidade mais elogiada

“O anfitrião é ótimo. Ele levou-nos ao aeroporto, porque não havia autocarro depois da meia-noite. Ficámos muito agradecidos por esta atitude tão amável. O apartamento é muito confortável e limpo, equipado com tudo o que você precisa”, escreveu, por exemplo, um cliente búlgaro.

O engenheiro disse que não foi acusado formalmente de nenhum crime e que a polícia apreendeu apenas a micro-câmara por causa da investigação que foi aberta. Ainda assim, ele decidiu retirar o apartamento do Booking e pretende encontrar uma solução noutros hotéis para os hóspedes que já tinham feito reservas para os próximos dias. 

“Não tenho nenhuma câmara instalada por mim no apartamento. Tenho apenas um alarme com sensor no terraço para evitar roubos. Estou muito transtornado com isto tudo”, diz à NiT.