NiTfm live

na cidade

A Hora do Planeta é no sábado e mais de 90 cidades em Portugal vão apagar a luz

A 30 de março, em todo o mundo, milhares de pessoas e entidades manifestam-se simbolicamente contra as alterações climáticas.
Torre Eiffel, em Paris, é um dos monumentos que se associa à iniciativa.

Lisboa, Olhão, Tavira, Cantanhede, Bragança, Torres Novas, Loulé, Avis, Grândola, Braga, Palmela, Paços de Ferreira e muito mais. Pelo País, tal como um pouco por todo o mundo, há iniciativas este sábado, 30 de março, para assinalar a Hora do Planeta. O exercício? Desligar todas as luzes durante uma hora ou ter outros comportamentos ecológicos. O objetivo? Alertar para o aquecimento global. 

A Hora do Planeta é uma iniciativa da World Wide Fund For Nature (WWF) que começou em 2007 em Sidney, na Austrália, quando 2,2 milhões de pessoas e mais de duas mil empresas apagaram as luzes por uma hora numa tomada de posição contra as mudanças climáticas.

Um ano depois esta hora tornou-­se um movimento de sustentabilidade global com mais de 50 milhões de pessoas em 135 países a mostrarem o seu apoio à causa ao desligarem simbolicamente as suas luzes. Vários países associaram-se à iniciativa e não tardou vermos grandes marcos como a Ponte Golden Gate, em São Francisco, o Coliseu de Roma ou a Torre Eiffel, em Paris, ficarem sem luz pela causa.

Já em Portugal, o começo foi tímido: nos primeiros anos ouvíamos falar da Hora do Planeta de passagem nas notícias, depois começámos a ver ações nas principais metrópoles ou concelhos mais ativos. Agora, em 2019, são mais de 90 os municípios portugueses que já anunciaram que vão aderir à iniciativa. Marque na agenda, pois é já este sábado, 30 de março, com o habitual fecho de luz marcado entre as 20h30 e as 21h30.

Segundo a “MoodSapo“, este ano prevê-se que a iniciativa atinja novo recorde, com mais de 188 países e territórios a unirem-se pela defesa do ambiente e do clima.

Em Portugal já aderiram 91 municípios e espera-se que também se ultrapasse o recorde nacional, de 118 municípios. Os principais monumentos de Lisboa, como o Santuário do Cristo Rei, a Ponte 25 de Abril, a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos e o Castelo de São Jorge já confirmaram que vão aderir ao apagão simbólico.

El Lisboa, a Hora do Planeta será ainda assinalada com uma Caminhada e uma Pedalada pelo Planeta. A participação neste evento é gratuita e aberta, bastando enviar um email para mbarata@nullnatureza-portugal.org