NiTfm live

Na cidade

4 alternativas para se divertir nos Santos — sem ser pisado no meio da confusão

Não se preocupe, vai poder comer sardinhas, beber cerveja e dançar até à loucura. Siga o roteiro que a NiT e a Super Bock criaram para si.

A melhor forma de evitar a confusão.

Esqueça lá o Web Summit ou a final do festival da Eurovisão. Nada, mas mesmo nada, é mais divertido em Lisboa do que os Santos Populares. Durante a noite de 12 de junho, dançamos, comemos, gritamos e falamos muito além do que seria socialmente aceitável em qualquer outra altura do ano. E nem estamos muito preocupados com quem está à nossa volta. É o chefe? Ele que pague uma imperial. É aquele vizinho chato que não nos cumprimenta no elevador? Eu pago-lhe uma sardinha e ficamos amigos para a vida. É assim: perfeito. 

Quer dizer, enfim… Se tivermos — mas tivermos mesmo — de apontar um defeito às Festas de Lisboa, talvez seja aquele sentimento de 50 sardinhas fechadas numa lata de 12 no bairro da Bica. Pronto, é só isso. Bem, isso e as filas para as bancas na Graça. Ok, o preço das coisas também está ligeiramente inflacionado em Alfama. E sim, o estacionamento não ajuda em Santos. Pronto, as pisadelas magoam no Príncipe Real. E vá, o vizinho continua a ser um chato — mesmo depois de lhe termos oferecido uma sardinha.

Para que possa manter a euforia do primeiro parágrafo e esquecer a desilusão do segundo, a NiT e a Super Bock descobriram quatro alternativas aos lugares mais populares dos Santos Populares. Temos sugestões para spots improváveis, como a festa no hotel Torel Palace, ou a empresa que lhe entrega sardinhas fresquinhas para que faça o seu próprio arraial lá por casa.

Carregue na galeria para conhecer as nossas sugestões.

Chegaram as festas populares

Super Bock não vai faltar

A sardinha a pingar no pão

Que mais se pode desejar?

Este artigo foi escrito em parceria com a Super Bock.