Viagens

Sabe o que aconteceu àquela moeda que atirou para a Fontana di Trevi?

A fonte tem de ser limpa todos os dias para não entupir. Por ano, são retirados mais de 800 mil euros da água.

Foto de Mats Silvan/Getty Images

Na Piazza di Trevi, em Roma, há um cenário que se repete todos os dias: moedas a voar. É assim desde o filme “Three Coins in the Fountain” (“A Fonte dos Amores”, em português), de 1954, que criou uma espécie de tradição à volta da Fontana di Trevi. Quem atirar uma moeda para a água, dizem as vozes sábias, vai voltar a visitar a cidade. Se estiver solteiro e atirar duas, vai descobrir o seu grande amor em Roma.

Não sabemos exatamente qual é a percentagem de sucesso no que toca aos desejos pedidos, mas uma coisa é certa: a julgar pela quantidade de pessoas que abrem a carteira junto da fonte, se calhar não é assim tão relevante. Segundo dados revelados pelo jornal “The Telegraph”, todas as semanas são retirados 13 mil euros da fonte, o que equivale a mais de 880 mil euros por ano.

E o que é que acontece a esse dinheiro? Bem, em primeiro lugar a Fonte de Trevi tem de ser limpa todos os dias, para assegurar o seu bom funcionamento — e, claro, evitar furtos. Este processo está a cargo da Cáritas, a organização oficial da Igreja Católica, que leva uma hora só a recolher as moedas. O dinheiro é depois distribuído pelos mais desfavorecidos. A associação criou inclusivamente um programa financiado apenas com este dinheiro, que ajuda as famílias em dificuldades financeiras a abastecerem-se no supermercado.

É ilegal roubar moedas da Fonte de Trevi
Ir à pesca de dinheiro na fonte era uma prática habitual na cidade. Até havia um ladrão famoso: d’Artagnan, era este o seu apelido, roubou moedas da Fonte de Trevi durante 34 anos. Acabou por ser apanhado no verão de 2002. Alguns anos mais tarde, em 2011, um programa de televisão italiano colocou uma câmara de filmar escondida na fonte e apanhou outros três criminosos em flagrante. Atualmente, a recolha diária das moedas por parte da Cáritas ajuda a prevenir atos de criminalidade.

As Fontes do Bellagio têm um sistema de limpeza muito eficiente

As Fontes do Bellagio ficam frente ao Hotel Cassino Bellagio, em Las Vegas, e são uma das maiores atrações turísticas da cidade. Todos os dias há espetáculos de 15 em 15 minutos ou de 30 em 30 minutos, que conjugam música com o movimento das águas. Os turistas adoram, pelo menos a julgar pela quantidade de dinheiro que é retirado todos os anos: 10.600 euros. As Fontes do Bellagio são limpas mensalmente com a ajuda de um aspirador. Segundo o “Review Journal”, o dinheiro é posteriormente distribuído por associações sem fins lucrativos, como a Habitat For Humanity.

Há outras fontes que também são um sucesso — mesmo sem querer

Em 2014, as fontes da Disney World renderam quase 16 mil euros. O dinheiro foi entregue a associações de caridade. Já o 9/11 Memorial, em Nova Iorque, rendeupouco mais de 2.500 euros, apesar de não ser permitido atirar moedas à água. Também em Nova Iorque, a fonte do Parque Bryant junta mais de 2.900 euros ao ano, o que praticamente só dá para pagar ordenados a quem recolhe as moedas.