opinião

Sabia que estavam à minha espera — Adeus, Aretha

No céu, Aretha Franklin vai ter muitos fãs à sua espera. Freddie Mercury e George Michael já devem estar em pulgas.

Aretha Franklin com George Michael na Faith Tour em 1988

Já os estou a ver em pulgas à porta do céu. “A Aretha vem aí, a Aretha vem aí.”, exclama o George, visivelmente entusiasmado. Mal ouviu a notícia, foi logo buscar os Ray-Ban Aviator e o casaco de cabedal que queimou no vídeo do “Freedom ’90” (no céu, os casacos de cabedal também ressuscitam) para receber a rainha com a pompa do vídeo de “I Knew You Were Waiting (For Me)”.

“Rainha? Quem é que me chamou?”, intervém Freddie, a chegar ao portão do céu enquanto termina a ponta de um cigarro.

“Não és tu, Freddie. É “a” rainha. Ela vem aí.”, responde o George a ajeitar nervosamente a cabeleira loira (no céu, o George Michael adoptou o look do “Faith”).

“Como assim a rainha? A Aretha? A Aretha morreu? Poor darling”, suspira o Freddie, ao mesmo tempo que atira a beata para o chão, ateando mais um foco de ignição na Serra de Monchique. “Aquela voz… Quem me dera cantar como ela. Sabias que ela é a minha cantora favorita?”

“Também a minha. É a melhor de sempre.”, sorri o George. “Quando ela chegar, vou recebê-la como no vídeo ‘I Knew You Were Waiting’.”.

“Ah, então por isso é que estás assim vestido.”, desmancha-se a rir o Freddie, deixando sair a sua dentuça toda cá para fora (no céu ainda se recusa a fazer a qualquer intervenção cirúrgica que lhe possa afetar a projeção da voz). “Nada disso, darling. Vamos fazer um trio. E vai ser uma lenda nos céus.”.

Confesso. Não sou a pessoa mais qualificada para falar sobre Aretha Franklin. O Soul não é a minha praia e o meu tema preferido que a Aretha cantou é o “I Knew You Were Waiting (For Me)”, um dueto com o George Michael. Conheco-a através do George e do Freddie Mercury. Sei da forma que falavam dela. Sei que era a cantora favorita de sempre dos meus cantores favoritos de sempre.

Vejam os olhos do Freddie e do George brilhar quando falam dela. Quando ouvimos o Freddie Mercury suspirar que o sonho dele era cantar como a Aretha, nem é preciso dizer mais nada. Na prática, a Aretha está para o Freddie e para o George, na mesma medida em que eles estão para mim; é a deusa dos meus deuses. E isso chega-me para saber da sua importância e lhe deixar toda a minha reverência e R-E-S-P-E-C-T.

Gosto de pensar que ela foi ter com eles e que eles estão em êxtase por verem o seu maior ídolo. E que vão gravar um tema a três que vai conquistar e que nós só poderemos ouvir quando nos juntarmos a eles. Até lá fiquemos com a música terrena da Aretha.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT