NiTfm live

opiniao

Liliana encontrou o pai morto, mas o que Pedro odeia mesmo é passar a ferro

O cronista e humorista Miguel Lambertini analisa o último episódio de "Casados à Primeira Vista"
Liliana e Pedro eram o casal com mais química no início.

Depois da semana anterior, que foi marcada pela saída de Ana Raquel e de António, e pela frase dramática de Liliana: “Eu preciso de espaço, eu preciso de rrrrrrrespirar” — ela gosta de dar aquele ênfase nos erres como o Francisco Louçã —, desta vez a novidade foi a entrada de um sexto casal. Tatiana é enfermeira e vem de Santa Maria da Feira; Bruno trabalha como comercial e é a versão portuguesa do Alan, do filme “A Ressaca”.   

Reparei também que neste quinto episódio o Dr. Alexandre Machado anda a bombar no ginásio e está claramente a precisar de arranjar fatos novos, porque neste momento parece um especialista mas é em batidos de proteína e levantamento de halteres. Dou duas semanas para aparecer na capa da revista Cristina em tronco nu, com o título “Alexandre, o Grande”.

Segue a tradicional análise aos últimos capítulos da história. Divirta-se.

A semana dos casais

Tatiana e Bruno

Conheceram-se no altar e o nosso Alan ficou desde logo entusiasmado: “Os especialistas acertaram em cheio!” Aí está uma frase que já não se ouvia há algum tempo neste programa. A lua de mel foi no Sri Lanka — ou Siri Lanka como todas as pessoas pronunciaram ao longo do programa — onde Bruno tentou sempre aproximar-se da sua nova mulher, mas Tatiana preferia ficar no registo de amizade. “Sentes-te feliz?”, pergunta o rapaz. Tatiana responde: “Sim, o Siri Lanka é muito giro.” E cá está, é oficial, perdemos a Tatiana ao minuto 4 do programa e, com ela, qualquer possibilidade de ser desta que o “Casados à Primeira Vista” consegue ter sucesso a juntar casais desconhecidos. De resto, neste momento, no que toca a criar histórias de amor que resultam em casamentos duradouros, o “Big Brother” e a “Casa dos Segredos” dão 10 a 0 a este programa. Acho que a terceira temporada devia chamar-se “Casados à Primeira Vista, Divorciados Num Piscar de Olhos”.

“O Bruno só quer agradar mas faz-me sentir sufocada”, queixa-se Tatiana. E acrescenta, chorosa: “Não posso fingir que gosto quando não há química. Desculpa não te quero magoar, parece que só me consigo sentir atraída por gajos estúpidos” O pobre rapaz tenta consolar a mulher e diz enquanto se aproxima dela para a acariciar: “Se calhar o problema é eu ser demasiado doce”. Coitado do Alan, ele não faz por mal, ele só quer ter amigos e uma mulher se não for pedir muito…

Ao pequeno almoço chega uma carta com uma pergunta para os noivos, que Tatiana lê: “Se a experiência terminasse hoje terias saudades minhas?” Bruno apressa-se a responder: “Tinha, muitas.” Tatiana baixa o olhar: “Eu prefiro não responder.” Ui Tatiana, um simples “não” tinha sido menos doloroso do que essa frase fria que deixou o Bruno com cara de cachorrinho triste a procura de um dono que o queira adotar.

Liliana e Pedro

Do outro lado do mundo, a semana do sim de Liliana e Pedro correu aparentemente bem. O professor de Educação Física levou a mulher a um picadeiro para andar de cavalo e depois deu-lhe uma aula de natação. Liliana gostou, mas ainda assim continua a achar que neste momento não há qualquer relação de proximidade com o marido. Por isso, informou-o de que vai continuar a passar os fins de semana fora de casa, até porque quando esteve fora foi assaltada por uma amiga que lhe levou não percebemos bem o quê… A Liliana veio à procura de um marido novo, mas vai precisar é de arranjar amigas novas e uma fechadura nova.

Anabela e Lucas

Anabela e Lucas também se aproximaram mais esta semana e, aproveitando o aniversário do marido, Anabela comprou um presente que surpreendeu Lucas — um polo de tamanho L, com a esperança de que Lucas comece a fazer dieta e um dia venha a poder usar aquilo sem ficar com maminhas. No entanto, tive pena que ela não lhe tivesse oferecido um quadro ou um espelho porque não sei como é que alguém aguenta estar mais de cinco minutos naquela sala sentado por baixo daquele quadro de Gandhi de óculos escuros como se estivesse a ir pregar para o Boom Festival. Alguém tinha de falar nisto, não podíamos continuar a ignorar este facto.

Tatiana e Bruno são o novo casal.

Lurdes e Paulo

Os divorciados e marotos do “Casados”, Lurdes e Paulo, passaram uma semana cheia de atividade, com a senhora prestes a ir desta para melhor, mas a ser salva por Paulo que, qual Mitch Buchannon da Ericeira, conseguiu evitar o afogamento mas não o vexame público de ser enrolada e ficar com dois quilos de areia enfiados nos mais variados orifícios. Quem nunca?

Luís e Marta

Por falar em nunca, Marta nunca aprendeu a andar de bicicleta. Por isso, na sua semana do sim, Luís deu uma aula à mulher. Como se costuma dizer, nunca é tarde para amar, já para aprender a andar de bicicleta… A avaliar pelas imagens se calhar é capaz de não ser boa ideia.

Hugo e Inês

Hugo levou Inês a uma casa de fados e ela emocionou-se. Não consegui perceber pelas imagens se chorou porque achou bonito ou se era o Nuno da Câmara Pereira que estava a cantar.

O famoso jantar awkward

Liliana chegou ao jantar com um semblante visivelmente carregado e zangada porque “o Pedro disse que ia fazer o jantar mas passou a tarde toda a jogar à bola na praia!” É óbvio, o Pedro pensou, “vou para casa fazer o jantar para a Liliana que me odeia, ou fico aqui na praia com os meus amigos que não me odeiam, a jogar à bola?” Decisão fácil.

Entretanto, depois de já terem chegado todos os casais e de Lucas ter mostrado orgulhoso o seu novo polo que lhe dá umas maminhas de fazer inveja à Sara Sampaio, entram na sala o Bruno e a Tatiana, que deixam todos os presentes surpresos e a maioria dos homens impressionados com a beleza da jovem enfermeira. Durante as apresentações, Paulo anuncia que é divorciado, o que faz com Tatiana solte um “quiê?”, denunciando a sua origem nortenha. 

Depois disto, entra na sala aquela figura sinistra vestida de preto cuja cara nunca vemos para anunciar que vai iniciar-se a refeição (e que as forças do mal estão prontas para atacar a galáxia Terylon 235-X). Durante o jantar cada casal vai contando um pouco das suas atividades durante a semana, “ah eu fui andar de cavalo, ah eu tentei aprender a andar de bicicleta, ah eu ia morrendo afogada”, até que Lucas entende que chegou o momento de falar sobre o que realmente interessa, nomeadamente quem é que já pinou com quem. “Então e relacionamento sexual, já tiveram?”, pergunta diretamente ao novo casal, que fica algo embaraçado. “Já passou um mês e qualquer dia passou um ano e nada”, diz em off o barbeiro, indignado por não ter ainda molhado o pincel.

Entretanto, Anabela responde a uma questão do cartão e emociona-se a contar episódios da sua infância. Contudo, o drama de Anabela não convence os especialistas, que acham que ela quer que as pessoas tenham pena dela. Os especialistas são claramente “team Lucas” e, nesta fase, a rapariga até podia dizer que era irmã do Bambi e que o Lobo Mau lhe comeu a avózinha enquanto as irmãs e a madrasta a obrigavam a fazer a lida da casa, que já ninguém tem pena dela.

A Cerimónia com poucas surpresas

Tatiana e Bruno

Na sua primeira cerimónia de compromisso, o casal chegou à conclusão de que pensam da mesma maneira, mas Tatiana “começou a bater mal” por sentir-se sufocada. “És buéda fixe, mas tens de me dar espaço”, diz, enquanto o Bruno Alan olha com ar absorto de quem está a pensar qual vai ser o melhor local exótico para levar os seus amigos a fazer uma despedida de casado alucinada, que deverá acontecer em breve.

Ainda assim, ambos decidiram ficar. Na próxima semana quem decide é o Bruno, será a semana do sim, com o objetivo de tentar que o Bruno tome mais decisões na relação. Noite de jogo em modo casino Las Vegas ou espetáculo de ladyboys estilo Tailândia, o que é que o Alan vai escolher? Para a semana veremos…

Anabela e Lucas tiveram uma semana um pouco melhor.

Inês e Hugo

O casal concorda que nesta semana teve mais tempo para si e estão mais próximos. Hugo diz que “agora estão mais focados em si e menos nos outros”. Que é como quem diz “agora já não temos de nos preocupar com o constante negativismo da Ana Raquel e o facto de ela abancar lá em casa todos os dias para não ter de ver o Paulo”. Mas não vou falar mais da Ana Raquel porque se não daqui a pouco tenho o Cláudio Ramos à perna e ia ser chato, principalmente porque hoje não fiz a depilação.

Inês e Hugo assumem que não conseguiram desenvolver ainda a atração física, mas decidiram manter-se na experiência.

Marta e Luís

Marta viu nuvens negras numa paisagem bonita com montanhas, árvores e um rio que os especialistas lhe apresentaram durante um exercício. Luís diz que ela é negativa, Marta diz que é normal haver nuvens na relação, apesar de as montanhas altivas e do rio com água reluzente. Fiquei sem perceber se fizeram uma sessão de coaching ou se estavam a escolher os novos aromas da Air Wick.

Luís diz que ela não quer nada mais do que uma amizade e que já tomou uma decisão sobre o casamento. A participante disse que, apesar de não estar apaixonada pelo marido, não tomou ainda nenhuma decisão definitiva. Por essa razão decidiu ficar, tal como Luís.

Lurdes e Paulo

“Você se sente compreendida e ouvida pelo Paulo?”, pergunta Cris a Lurdes. “Sim, claro, o que até há uma semana não conseguia”, diz a participante certamente lembrando-se do seu querido ex-marido António. Só faltou dizer: “Este compra-me coisas e não pede o dinheiro de volta, está a ver? O outro saiu daqui com vontade de me afogar, este evitou que eu me afogasse, só por isso acho que mudei para melhor”.

O “novo” casal ainda está em modo lua de mel e mostrou ter alguns pontos em comum ao longo da semana. Tanto Lurdes quanto Paulo afirmaram estarem felizes com a decisão de se juntarem e este domingo o casal escolheu continuar no programa.

Anabela e Lucas

Anabela continua a dizer que carrega uma bagagem que a impede de ser feliz. Anabela tem mais problemas de bagagem do que um passageiro retido pelo SEF a vir da Colômbia. A rapariga não consegue libertar-se das situações do passado mas mesmo assim Lucas acredita “que ainda vai conseguir ver alguma luz ao fundo do túnel”. Isto se a Anabela alguma vez o deixar entrar no túnel, o que nesta fase parece pouco provável.

Numa conversa depois do jantar de grupo, Lucas fez Anabela acreditar que estava prestes a desistir da experiência, mas no momento de mostrar os cartões, ambos escolheram ficar. Olha o malandro do Lucas, só lhe faltava pôr uns óculos escuros e ia com o Gandhi para o Urban.

Liliana e Pedro

Antes de se sentarem no sofá à frente dos especialistas, Liliana avisou. “Prepara-te que não vai ser fácil.” Embora a semana tenha corrido bem, segundo os dois, Cris relembra que Liliana estourou o próprio balão. Aparentemente isso é uma atitude grave nesta dinâmica que fizeram durante a semana e que é mais uma daquelas metáforas que os especialistas gostam de usar para passar mensagens. “A Liliana tem de deixar ceder, mas está a auto sabotar-se”, comentam os especialistas.

Depois disto a participante fez um relato emocionado e pesado sobre o assassinato do seu pai como forma de justificar o próprio temperamento. Comentário do Pedro: “O que é que ela ter descoberto o pai morto tem a ver com o facto de o Pedro não saber passar a ferro, ou não saber cozinhar bem, ou ser brincalhão e dizer piadas brejeiras? Nada.” Parece-me que podemos dizer que, atendendo a este comentário amoroso, o Pedro já deu a volta e está naquela fase passivo-agressiva de pré-ódio, que se bem me recordo foi das mais divertidas nos tempos do Hugo da primeira temporada. Liliana, por seu lado, sente que esclareceu a sua postura: “Acho que conseguiram perceber que afinal eu não sou a arrrrrrrrrogante que pareço.” Depois da conversa difícil, o casal decidiu ficar no programa. Rrrrrrresta saber até quando.