NiTfm live

opiniao

“Casados à Primeira Vista”: Asneiras, peixeirada e um faroeste sem regras

O cronista e humorista Miguel Lambertini analisa o programa que foi transmitido este domingo.
Luís e Marta decidiram ficar mais uma semana.

O último episódio de “Casados à Primeira Vista”, que foi transmitido este domingo, 1 de dezembro, na SIC, pareceu o final de uma festa de Natal da empresa: oito gatos pingados na pista de dança que já não sabem bem porque é que ainda ali estão, mas querem aproveitar a festa até ao último minuto porque sempre é melhor do que ter de voltar para “a vida real”. Esta é aquela fase em que até o DJ já está farto e começa a misturar músicas de Laura Pausini com Bonga para ver se consegue expulsar os bêbedos.

No programa da semana passada já tínhamos visto que regressariam Liliana e Pedro Pé-Curto, o que não sabíamos era que o nível de delírio era tão grande. Mas já lá iremos, porque agora é tempo de saber como foi a semana dos casais. 

Tatiana e Bruno

Segundo Tatiana, a relação “estava por um fio”, por isso, Bruno foi tirar uns dias em Manteigas para desanuviar e regressou decidido a ser menos coração de manteiga. O especialista Alexandre Machado explicou que Bruno tem tanta necessidade de carinho e atenção devido ao facto de ter passado a infância sem uma figura paterna. Tatiana diz que já sentiu o que o Bruno sente e pode ajudá-lo (desde que isso não envolva ter de lhe dar carinho). 

Inês e Hugo

Inês queixou-se aos especialistas de que sente falta de diversão. É natural, ser paga para estar há seis semanas sem fazer nenhum acaba por aborrecer a pessoa. Para tentar animar um pouco o dia a dia do casal, a produção promoveu uma aula de dança latina. Ver o Hugo a tentar dançar ritmos latinos é como passar por um acidente na autoestrada: nós sabemos que é horrível mas não conseguimos desviar o olhar. 

Marta e Luís

Ainda no rescaldo da última Cerimónia de Compromisso, a semana do casal arrancou em alta tensão, com uma discussão na qual Marta não conteve as lágrimas e Luís aos gritos diz: “Tu queres-me f*der completamente!” Por acaso aí não concordo, se há coisa que está visto que a Marta não quer fazer é f*der o Luís.    

Durante uma sessão de aconselhamento, Machado tenta encontrar uma solução e propõe ao casal começar do zero, que é no fundo o equivalente à solução que todos os informáticos dão quando temos um problema no computador: desligar e voltar a ligar. Seguindo o conselho do especialista, a jornalista e o Fisio-não sei o quê foram sair para uma discoteca e foi aí que Luís desvendou que anda a aprender a dançar kizomba, mas Marta não pareceu muito impressionada. Eu, se fosse o Luís, começava a ter aulas de surf… 

Lurdes e Paulo

O casal de namorados, ao que parece, passou a semana a brincar com o “click”, o massajador/vibrador que o Dr. Fernando Mesquita lhes ofereceu, na esperança de apimentar a relação. Há mais massagens em casa da Lurdes e do Paulo do que na página de classificados “Convívio”, do “Correio da Manhã”, mas ainda assim o “click” não conseguiu fazer o clique para o casal aumentar a sua intimidade. Antes do jantar de grupo, o casal aproveitou para fazer mais uma massagem com o “click”.

Jantar de casais

Luís chegou visivelmente animado e preparou gins para todos, enquanto dava um ou dois passos de kizomba. Hugo não quis ficar atrás e mostrou que também ele não tem jeito para a coisa. Sentado no sofá, Bruno fazia nitidamente um esforço para se conter e não abraçar ou dar beijinhos a nenhum dos presentes. Terminado o beberete, a senhora de preto veio chamar os casais para a mesa de jantar e Lurdes e Paulo ainda aproveitaram para fazer mais uma massagem antes de se sentarem. 

A conversa está amena e os casais falam da semana que passou e, em concreto, da última Cerimónia de Compromisso. Paulo comenta que Anabela pediu ajuda aos especialistas porque tinha problemas fora da relação que tinha de resolver, e desafia Tatiana a falar sobre o conflito que ambas tiveram no último episódio. Depois de cascar na Anabela à grande, Tatiana diz que não quer falar mal da ex-concorrente, “porque ela não está aqui para se defender”. Como diria Luís, too late. 

Parece que Inês e Hugo não conseguem passar dali.

No final do jantar os homens ficam uma vez mais sozinhos à mesa, naquele momento em que de repente parece que estamos a ver um programa de 1968 na RTP Memória. Só faltava mesmo os senhores estarem a fumar Português Suave enquanto na sala ao lado as senhoras fazem tricô e falam sobre as modas que vêm de Paris.

Bruno aproveita a conversa para agradecer a Luís o facto de o ter aturado durante uma hora e meia ao telefone. Uma hora e meia! Durante o telefonema, Luís teve tempo para fazer uma aula de kizomba, gritar meia hora com a Marta e ir passear o koala. Noventa minutos ao telefone! A única hipótese de eu estar uma hora e meia a falar ao telemóvel com um amigo era se ele estivesse prestes a saltar de um prédio e mesmo assim, pensando bem… um gajo que fala ao telefone mais do que cinco minutos também não anda cá a fazer nada. 

Cerimónia de Compromisso

Inês e Hugo

Antes da cerimónia e, provavelmente imbuída do espírito massagista de Lurdes e Paulo, Inês propõe ao marido fazer-lhe uma massagem tailandesa. Hugo achou que era uma ótima ideia até perceber que a massagem envolvia ser espezinhado pela mulher.  “As massagens estão muito fortes”, diz Hugo, prestes a asfixiar com o pneumotórax que a mulher acabou de lhe dar. 

No sofá, com os especialistas, Inês e Hugo tiveram uma conversa descontraída sobre a visita dos especialistas a sua casa. Hugo admitiu que precisava de mudar de atitude e Inês acredita que deve manter-se fiel a si própria. Ambos estão de acordo em construir uma relação de companheirismo antes de darem espaço para o amor chegar, isto claro, se o Hugo não ficar inválido com a carga de massagens tailandesas que leva da Inês. Ambos decidiram ficar. 

Bruno e Tatiana 

Antes de irem para a cerimónia, Tatiana diz que tem um miminho para Bruno, uma surpresa. A enfermeira, que viveu em Londres, preparou uma aula de inglês para o seu marido. Bruno mostrou-se muito satisfeito e até garantiu em off, “já sei dizer os dias da semana” E começou a dizer os dias naquilo que podemos chamar de inglês da Mongólia. “Mandeeeei”, diz Bruno todo contente e depois vai por aí fora, como naqueles videos de YouTube de alpinistas descontrolados a descer uma montanha de neve.

“Como é que se diz terça-feira?”, pergunta Tatiana, ao que Bruno responde: “Tarzan!”. “Não, isso é quinta-feira,” responde Tatiana de forma paciente. Terça-feira é tuesday.” Bruno repete: “Tu-san-dei”, como se estivesse a pedir um gelado no Mac. Chego à conclusão de que Tatiana é ótima professora, porque ensinou inglês ao Bruno e ele ficou a falar mandarim, o que é extraordinário.

Bruno começou por falar na necessidade de dar espaço à mulher, tendo sido de imediato interrompido por Cris Carvalho que recordou que abordar esse assunto incomoda Tatiana. A enfermeira admite que, antes da visita dos especialistas, se sentia saturada e com vontade de deixar o programa. Ainda assim, tem reparado no esforço do marido para mudar e, por isso, os dois decidiram ficar. Bruno aproveitou para mostrar que aprendeu a lição de inglês e escreveu no cartão “Ficar, 当然可以”.

Lurdes e Paulo

Os especialistas perguntam se já há mais intimidade entre o casal e se, nomeadamente, já privilegiam mais o toque. Lurdes diz que sim e explica: “O toque existe, estamos sempre à porrada. Ele não se importa.” A Lurdes podia fazer uma parceria com a Inês e montavam uma empresa de tortura para maridos. Torturados à Primeira Vista, S.A.

Paulo mencionou que ainda há muito para descobrir sobre si, mas Lurdes não tem muito interesse em perguntar. Lurdes, por seu lado, acha que Paulo não sabe bem o que quer. 

Ambos optaram por ficar mais uma semana, que isto agora também já está quase a acabar, por isso, mais vale ficar até ao fim e continuar a fingir que estão muito interessados na experiência. 

Eles estão de volta.

Marta e Luís

Marta e Luís tiveram uma postura e uma conversa bastante mais leve do que na semana passada. Ambos admitiram que estavam “perdidos no casamento” e que a intervenção dos especialistas foi fundamental. Marta mostrou-se impressionada por Luís ter tido aulas de kizomba para a surpreender. Luís gostou de ver a mulher com uma atitude mais descontraída mas principalmente o que Luís gostou mesmo foi de Marta não estar a tentar “ f*der-lhe a vida completamente”. Assim, a escolha de ambos foi ficar na experiência.

Liliana e Pedro

Antes de o programa terminar, Diana Chaves informa que a produção foi contactada por dois ex-concorrentes que pediram para falar com os especialistas. Gera-se uma enorme expetativa entre os participantes, que tentam adivinhar quem será o casal. Será a Anabela e o Lucas, será a Eliana e o Dave? Não, é o casal que se odiava há duas semanas e que agora chega de mãos dadas e em mega clima romântico. Liliana e Pedro sentam-se no sofá muito juntinhos e fofinhos para tentar explicar por que razão querem voltar.

Diana Chaves informa no entanto que: “as regras dizem, querem sair… têm mesmo de sair do programa”. Ah, mas espera aí, este programa tem regras? Olha, por esta é que eu não esperava, tinha ideia de que isto já estava em modo faroeste, salve-se quem puder, mas calma aí que afinal há regras. Claro que há, mas as regras só se aplicam quando dão jeito, e neste caso não dão jeito nenhum por isso venham daí Liliana e Pedro! Já agora, se quiserem ir de lua de mel outra vez, é só escolher um sítio, que vocês precisam de desanuviar, coitados. 

Pedro e Liliana garantem que querem “voltar a dedicar-se de corpo e alma” a esta relação. Claro que sim, pela minha parte acredito piamente nisso.

Bem, hoje fico por aqui porque tenho de acabar de escrever a minha carta ao Pai Natal, e não me posso atrasar porque vou com a fada dos dentes e o fantasma das cuecas rotas ao circo. Boa semana.