NiTfm live

opiniao

“Nazaré”: veja a nova novela da SIC ou ela vai atrás de si e parte-lhe o pescoço

Como todas as boazinhas pobrezinhas, Nazaré também vai encontrar o seu príncipe encantado por quem se vai apaixonar, não sem antes o maltratar fisicamente.
A protagonista é uma badass.

Estreou esta segunda-feira, dia 9 de setembro, a grande aposta da SIC para a rentrée, a novela “Nazaré”. Apercebi-me que já não via o primeiro episódio de uma novela desde o lançamento de “Tieta do Agreste”, a que eu assistia todas as noites religiosamente só para conseguir ver aqueles seios desnudos incríveis que apareciam no genérico, regalo que em 1991 para um miúdo de 10 anos, era praticamente impossível.

Ainda hoje não consigo encontrar verso que mais me emocione do que o do genérico de “Tieta do Agreste” quando Luiz Caldas canta “nos seios de tieta construí meu ninho/ nos seios de Tieta morri como um passarinho”. Foi por isso com algum entusiasmo e a expectativa de ver quiçá um ou outro seio desnudo, que me sentei hoje ao computador para ver no site da SIC, o episódio 1 desta nova e arrojada produção.

“Nazaré” é o nome da vila onde decorre a acção da novela, mas é também o nome da personagem principal interpretada por Carolina Loureiro, o que será talvez uma coincidência fortuita. No fundo poderia acontecer o mesmo se uma protagonista de filmes porno caseiros vivesse na Amadora.

Claramente fãs da “Casa de Papel”, os argumentistas de “Nazaré” criaram uma personagem que é um género de “Tóquio” da Estremadura. Tal como a personagem da série espanhola da Netflix, Nazaré também tem pêlo na venta, é destemida, gira que se farta, gosta de andar a acelerar numa motocross, o namorado também é um rufia e começa o episódio a assaltar uma casa.

Mas Nazaré não é uma bandida, não, a jovem tem uma motivação nobre que é tentar salvar a vida da sua mãe que está gravemente doente e que apenas um tratamento no estrangeiro poderá ajudar. O problema é que isso envolve grandes custos e Nazaré tem poucos recursos, obviamente, porque senão não podia ser a boazinha da história. Como todas as boazinhas pobrezinhas, Nazaré também vai encontrar o seu príncipe encantado por quem se vai apaixonar, não sem antes o maltratar fisicamente porque, como não se cansam de nos tentar mostrar de cada vez que Nazaré aparece numa cena, com a Tóquio da zona oeste ninguém faz farinha.

Aqui fica, por isso, um resumo dos principais momentos do episódio de estreia, que só nos primeiros 60 minutos conseguiu incluir uma queda ao mar, um ataque de convulsões, um quase afogamento, um resgate, uma queda à piscina, uma agressão com bastão e desmaio, um assalto, um incêndio florestal, um homicídio, um rebentamento de pneu com queda de mota, ffiiiiu… (pausa para respirar), uma quase queimadura de 2.º grau e nova queda para a água, uma queda de viga na nuca e desmaio, dois mortos, um ressuscitado. Rói-te de inveja CMTV…

Resumo

Um barco de pesca está em alto mar, com os pescadores atarefados. Ao puxarem as redes, Ramiro culpa Nazaré, a única mulher a bordo, pelos maus resultados e aborda-a para a agredir. Mas Nazaré não se fica, torce-lhe a mão e atira-o borda fora. Desta forma ficamos logo a saber que Nazaré não admite atitudes machistas, sabe krav maga e não tem medo de o pôr em prática.

Nazaré vai ao mercado à procura de Toni, seu namorado, mas não o encontra. O Sr. Floriano, personagem interpretada por Ruy de Carvalho, explica que Tony saiu para ir ver o irmão surfar o canhão da Nazaré (o do mar, não a própria). Floriano está com a sua mulher Ermelinda, interpretada por Márcia Breia, o que nos indica que apesar de ter 92 anos, Floriano ainda conseguiu sacar uma miúda 20 anos mais nova. Good for you Floriano.

Já na praia, a assistir ao Campeonato “A Grande Onda da Nazaré”, Nazaré chega e junta-se a Glória e a Toni a ver Matias, que é uma espécie de McNamara lá do sítio. Matias apanha uma onda grande e desaparece no meio da espuma. A prancha emerge à superfície, mas sem Matias. Gera-se o pânico, será esta a primeira morte da novela? Parece que não, porque no mar, Gonçalo, de jet ski, puxa Matias para segurança e reboca-o novamente para o mar, onde desta vez consegue apanhar a onda, para grande alegria dos populares que estão a assistir. Mas esta alegria dura pouco tempo, porque de repente chega Luís, que sobressaltado avisa Nazaré de que a mãe está a sentir-se mal.