Viagens

Vai viajar nos próximos dias? Prepare-se para os atrasos por causa da greve

A paralisação do pessoal de handling nos aeroportos nacionais começou esta sexta-feira, 27 de dezembro. Dura três dias e não há serviços mínimos.
Aeroporto de Lisboa.

Os trabalhadores da Portway, que prestam assistência em terra aos passageiros dos aeroportos, começaram uma greve de três dias esta sexta-feira, 27 de dezembro. Em causa está o que dizem ser um congelamento das progressões na carreira e em outros direitos, noticia o “Público”.

A greve irá afetar os aeroportos de Lisboa, Porto, Faro e Funchal ao longo dos próximos dias. E, de acordo com o sindicato, a greve não tem serviços mínimos. A paralisação foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC).

De acordo com o SINTAC não foi cumprido o “descongelamento de carreiras no passado mês de novembro conforme” tinha ficado acordado em 2016 pelo grupo Vinci que detêm a ANA, que por sua vez tem 100 por cento do capital da Porway.

O sindicato referiu em comunicado, citado pela mesma publicação, que “durante três anos os trabalhadores viram os seus aumentos e progressões de carreira congelados a fim de melhorar a saúde financeira da empresa, e contribuíram imenso” para o seu crescimento.

O SINTAC resolveu ainda avançar com um novo pré-aviso de greve na Portway, desta vez ao trabalho suplementar, banco de horas e fins-de-semana, entre o dia 1 de janeiro e o final de março.

A Vinci afirmou que “cumpre escrupulosamente a lei e toda a regulamentação aplicável, tanto ao nível da legislação laboral como em termos de acordos e protocolos aplicáveis à empresa”, pelo que “não reconhece fundamentos para esta paralisação”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT