Viagens

TAP é a companhia europeia com o segundo maior crescimento de emissões de carbono

Os dados foram divulgados esta segunda-feira, 1 de abril, pela Comissão Europeia.
Os dados não são positivos.

A Comissão Europeia publicou esta segunda-feira, 1 de abril, os dados sobre as emissões de gases com efeito de estufa gerados pelas companhias aéreas que operaram no espaço europeu no último ano, abrangidas pelo Comércio Europeu de Licenças de Emissão (CELE). E, adivinhe: a TAP está no top 3.

Os resultados analisados pela associação ambientalista ZERO, juntamente com a Federação Europeia dos Transportes e Ambiente, revelam que a transportadora aérea não só ocupa o segundo lugar no crescimento de emissões de carbono nos últimos dois anos, como é o quinto maior emissor em Portugal.

Nesse período, “as emissões da TAP aumentaram 13%, assumindo-se como a segunda companhia europeia com o maior crescimento de emissões (só ultrapassada pela companhia Jet2). Nos últimos cinco anos — entre 2013 e 2018 — as emissões da TAP aumentaram 30%”, explica a associação no site oficial.

A ZERO destaca, ainda, que quando Portugal definiu um plano nacional para chegar ao objetivo da neutralidade carbónica a atingir em 2050, o setor da aviação foi praticamente ignorado. Por isso, apela ao governo para que acabe com os benefícios fiscais das companhias aéreas de forma a reduzir estes números.

Entre as medidas urgentes a pôr em prática, a associação sugere “acabar com a atribuição de licenças de emissão gratuitas dentro do CELE, introduzir um imposto sobre o querosene e os bilhetes de avião, e definir metas obrigatórias que obriguem as companhias aéreas a introduzir combustíveis mais limpos”.

Nos dados revelados pela Comissão Europeia, a Ryanair destaca-se como um dos dez principais emissores de carbono da Europa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT