Viagens

Ryanair quer retomar até mil voos diários a partir de 1 de julho

A low cost irlandesa planeia estar a operar 40% da sua programação naquele mês. E até lançou uma nova promoção de voos.
Novidades na low cost.

A Ryanair confirmou esta terça-feira, 26 de maio, os seus planos para operar 40% da sua programação de voos em julho. O anúncio vem depois de Espanha ter anunciado que iria eliminar as restrições de viagens e de visitantes a partir de 1 de julho — à semelhança, lembra a low cost, de Itália, Chipre, Grécia e Portugal que preparam a reabertura dos seus hotéis e praias “para a principal época de férias”.

Assim, a companhia irlandesa diz que pretende retomar os voos diários desde os países do Norte da Europa, incluindo Irlanda, Reino Unido, Bélgica, Holanda, Alemanha, para os principais aeroportos de Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Chipre, a partir de 1 de julho.

Segundo o CEO da Ryanair, Eddie Wilson, em comunicado, “as famílias europeias que têm estado sujeitas a um confinamento de mais de 10 semanas, podem agora aguardar com expectativa pelas tão esperadas férias familiares para Espanha, Portugal, Itália, Grécia e outros destinos mediterrânicos em julho e agosto”.

Todos os voos, garante, funcionarão com novas medidas sanitárias em vigor, que exigirão que todos os passageiros (e tripulações da Ryanair) “usem sempre máscaras nos terminais dos aeroportos e a bordo dos nossos aviões, em conformidade com as recomendações da UE”.

O mesmo responsável acrescenta que a Ryanair retomará até 1.000 voos diários a partir de 1 de julho e preparou uma promoção de bilhetes com desconto.

Para celebrar o levantamento destas restrições de viagem na Europa, há assim uma campanha de bilhetes a partir de 29,99€ por trajeto para viajar em julho e agosto. A promoção é válida para reservas até à meia-noite de quinta-feira, 28 de maio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT