Viagens

Ryanair elimina taxa de alteração de voo nas reservas de julho e agosto

A companhia planeia operar mais de mil voos diários, com mais "flexibilidade" para quem reserva.
Más notícias na low cost.

A pandemia continua ativa e a incerteza a ela associada também. Por isso, a Ryanair anunciou esta terça-feira, 9 de junho, que vai passar a prescindir da taxa de alteração de voo em todas as novas reservas feitas para viagens em julho e agosto. A low cost pretende assim tranquilizar os clientes, permitindo-lhes alterar as suas férias de verão, caso os seus planos —ou as circunstâncias — mudem.

Recorde-se que a companhia irlandesa já anunciou que planeia voltar a operar mais de mil voos diários a partir de 1 de julho. Com as rotas de volta e o objetivo de aumentar a confiança e oferecer mais flexibilidade aos clientes, a empresa tem por isso novas opções.

Assim, a partir de 10 de junho, os clientes que realizem novas reservas para viajar em julho e agosto poderão alterar os seus voos gratuitamente. A taxa de alteração de voo será eliminada até 31 de dezembro de 2020. Mas atenção: a alteração da data de voo só se aplicará às rotas que os clientes já tenham reservado; e as reservas de viagem devem ser utilizadas até ao final de 2020.

“Os destinos de férias mais populares como Itália, Portugal e Espanha já anunciaram a sua intenção de receber turistas internacionais e a Ryanair está preparada para receber passageiros a bordo a partir de 1 de julho”, frisa o diretor de marketing e digital da low cost.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT