viagens

Quer dar a volta ao mundo com despesas pagas e 1300€ por mês? Este projeto é para si

Sete pessoas, seis meses, dez países. YourBestLife é internacional mas começou em Portugal.
E é isto (foto do programa).

É a oportunidade de uma vida. Não seleciona origem, género e mesmo na idade é bastante abrangente. Só precisa de ter entre 18 e 35 anos para concorrer à nova viagem de sonho. Não pretende ser um emprego e sim uma experiência de seis meses em busca de desenvolvimento pessoal. Surfar com miúdos e ensiná-los a respeitar o oceano serão algumas das tarefas principais.

Chama-se YourBestLife e é um programa inovador, nascido como uma startup em Portugal mas entretanto internacionalizado. Com a duração de um semestre, o programa leva sete participantes a visitar dez países, em quatro continentes.

O projeto pretende ser uma abordagem inovadora aos métodos de aprendizagem atuais. No fundo, ao conhecerem novas realidades, culturas, ambientes e histórias, os participantes ganham competências para a vida, em várias áreas. Além das despesas pagas e de um salário de 1500 dólares (cerca de 1330€) por cada um dos seis meses, ainda recebem um certificado final — como num estágio.

A ideia é “transmitir um conceito de viagens humanas com experiências genuínas, dando a mais pessoas a oportunidade de viajar e adquirir conhecimentos que resultam do contacto com outras culturas”. É uma “oportunidade de crescimento pessoal com vantagens ao nível profissional, mas também engloba uma abordagem a vários desafios globais com impacto social” explica Guilherme Melo Ribeiro, cofundador e CEO do programa.

O projeto foi lançado internacionalmente em fevereiro, em mais de 100 países. Em parceria com a Randstad Portugal, sete participantes de todo o mundo vão ser selecionados, de forma independente e com base em testes específicos que identificam diferentes tipos de personalidades para criar o grupo ideal da viagem.

Vai ajudar em ações ambientais e sociais.

As inscrições estão abertas até novembro de 2019, bastando ir ao site. Mas, atenção, cada inscrição custa cerca de 17€ (19 dólares), 2€ dos quais revertem para caridade.

Segundo a organização à NiT, o custo de inscrição funciona um pouco para evitar candidaturas que não tenham o objetivo real de avançar para o programa e também para aceder à comunidade YourBestLife, que tem várias vantagens do ponto de vista de descontos e vouchers relacionados com viagens.

Entre novembro e dezembro, os candidatos serão analisados exatamente como se fosse um processo de contratação. Depois de deixar os dados, pode ser convocado para uma entrevista online e os sete escolhidos serão anunciados até ao final deste ano. A viagem começa em 2020.

Os países a visitar são a Costa Rica, Peru, África do Sul, Ilha da Reunião, Índia, Butão, Myanmar, Indonésia, Irlanda e Portugal. O programa procura “humanizadores”, explica — ou seja, candidatos criativos, de mente aberta, ansiosos por aprender, responsáveis. Os perfis procurados entre os sete selecionados serão diferentes e complementares: um viajante, um novo-viajante, um aventureiro, um comunicador, um contador de histórias, um escritor de histórias e um apoiante de causas sociais. 

Enquanto exploram e desenvolvem atividades, os escolhidos participam em atividades de voluntariado com as comunidades locais, a nivel social e ambiental. Mas terão tempo livre, tempo para surfar, conviver e conhecer os locais que visitam.

Quem é selecionado para o programa, receberá um manual para cada país que visitar, que incluirá as atividades daquele lugar específico. Todas as viagens, acomodações, alimentação e seguros serão pagos, além do salário mensal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT