Viagens

Encontrado plástico em ninhos de árvores de uma ilha remota da Escócia

Mais de 80% dos ninhos de uma espécie tinham detritos, provando a disseminação global do problema.

O problema dos plásticos no ambiente e oceanos estará de tal forma disseminado que até em ninhos de uma espécie de aves marinhas que habitam numa ilha desabitada e remota na costa da Escócia foram encontrados detritos e vestígios de plásticos e embalagens — em 80% destes ninhos.

Segundo o “Daily Mail“, um estudo feito na remota ilha de Lady Isle descobriu plástico nos ninhos de corvo-marinho-de-crista  (Phalacrocorax aristotelis), que se reproduzem em costas rochosas. Este ilhéu deserto é considerada um santuário de pássaros, com um observatório e um posto de guarda construído e administrado pela Sociedade Escocesa para a Proteção de Aves Selvagens (SSPWB).

O plástico nos ninhos foi identificado como proveniente principalmente de resíduos de consumo, como garrafas e embalagens de alimentos deitados fora. Terão sido transportados para os locais de nidificação pelas fortes correntes do mar e depois incorporados nos ninhos dos pássaros.

Aqui, além do significa em termos de contaminação, criam riscos de emaranhamento potencialmente fatais para os pássaros e podem, alertam os especialistas, ser prejudiciais para ovos e filhotes. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT