Viagens

Os portugueses ficam de fora da quarentena no Reino Unido? Ninguém sabe

Ainda não é desta que se sabe se faremos parte da lista dos destinos isentos de quarentena à chegada a Inglaterra.
Ainda não há decisões.

A indecisão parece notória, a especulação tem sido enorme, muitos operadores turísticos sustêm a respiração mas ainda não é desta que se sabe se Portugal está na lista de países isentos de quarentena após viagens aéreas para o Reino Unido — os tão falados “corredores aéreos”. 

A decisão esteve para ser conhecida na passada semana, mas foi adiada para esta segunda-feira, 29 de junho. Agora soube-se que só deverá ser revelada no final desta semana, apesar de os corredores estarem ativos, supostamente, logo no dia 6 de julho.

Segundo o ministro britânico dos Transportes, Grant Shapps, citado pela Lusa, uma coisa é certa: o levantamento da obrigação de quarentena durante duas semanas a todas as pessoas chegadas do estrangeiro para conter a pandemia de Covid-19 no Reino Unido foi autorizado pelas autoridades sanitárias. 

Resta, então, saber quais os países isentos. “O Centro de Biosegurança Conjunto, em consulta estreita com a Public Health England e o diretor-geral de Saúde, desenvolveu uma categorização de países e territórios a partir dos quais é considerado um risco menor, do ponto de vista da saúde pública, para os passageiros que entram no Reino Unido, sem uma exigência de auto-isolamento de 14 dias”, adiantou.

A lista das nações do corredor tem por base fatores que avaliam a prevalência de coronavírus, mas sobretudo o número de novos casos e a trajetória potencial nas próximas semanas da doença no respetivo país. 

“Essa categorização informará as decisões ministeriais sobre a flexibilização das atuais medidas na fronteira”, explicou, adiando o anúncio para outro dia desta semana, sem especificar qual. “Anunciarei mais detalhes, incluindo uma lista completa dos países e territórios dos quais os passageiros que chegarem serão isentos dos requisitos de auto-isolamento no final desta semana”.

Desde 8 de junho que todas as pessoas que chegam do estrangeiro ao Reino Unido, incluindo britânicos, são obrigadas a permanecer em isolamento durante 14 dias. Caso não respeitem esta ordem incorrem numa multa de cerca de mil euros.

Os países que constam na lista têm sido alvo de uma enorme especulação, sendo Portugal um exemplo da aparente incerteza: tanto aparece em meios britânicos como parte quase garantida do corredor, como presença certa de fora dele; havendo quem avance uma terceira hipótese, de países a verde, vermelho ou amarelo, podendo o nosso ficar no amarelo.

A lista de corredores aéreos foi compilada pelo Centro Conjunto de Biossegurança e Saúde Pública da Inglaterra e é aguardada com grande expetativa pelo setor de viagens. Recorde-se que, só em Portugal, uma média de três milhões de turistas britânicos costumam visitar o Algarve no verão.

Segundo a “BBC”, numa das notícias mais recentes, a lista de países deve incluir Espanha, França, Grécia, Itália, Alemanha, Holanda, Bélgica, Finlândia, Noruega e Turquia, mas não Portugal ou a Suécia. Depois de toda esta expectativa há ainda outra possibilidade: de que a lista possa ser dinâmica e mesmo os países do corredor retirados, se viverem novos picos do vírus.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT