Viagens

Enquanto os humanos estão em casa, os leões tomam conta dos parques naturais

As estradas são agora o local da sesta dos animais selvagens, alguns deles raramente avistados. A imagem foi partilhada pelo Kruger Park, na África do Sul,
Os leões brancos são muito raros

Os efeitos da pandemia não se fazem sentir apenas nas grandes cidades. É do Kruger Park, na África do Sul, que chega uma imagem pouco habitual: um grupo de leões que, perante a ausência dos turistas, resolveram fazer uma sesta ali mesmo, no alcatrão onde costumam circular os carros e as carrinhas.

As fotografias, captadas pelo ranger Richard Sowry e depois partilhadas no Twitter do parque natural, mostram o grupo de leões que não costumam ser vistos pelos turistas. Isto porque estes animais passeiam habitualmente num parque privado e inacessível. A ausência de pessoas por causa do isolamento permitiu que se aventurassem até aos portões de entrada do parque, bem próximo de um acampamento que costuma receber visitantes.

No grupo avistaram-se também dois leões brancos, uma raridade provocada por uma condição genética. Estima-se que haja cerca de 500 em cativeiro, mas muito poucos em liberdade, já que são um prémio procurado por caçadores furtivos.

Os animais estão habituados ao tráfego e normalmente mantêm-se afastados das estradas. Mas a ausência de turistas não é boa. Menos turistas traduz-se num menor uso de água, produção de lixo, tráfego, mas a redução também significa menos receitas. Termos um bom modelo económico é uma parte vital para podermos manter os esforços de conservação”, revela Ike Phaahla, porta-voz do Kruger National Park, à “Newsweek”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT