viagens

O Star Wars Galaxy’s Edge abre esta sexta-feira — e já há as primeiras imagens

A Disneyland da Califórnia vai ter um novo e incrível mundo para visitar. Os primeiros bilhetes esgotaram há meses.
O Millennium Falcon, a grande atração (foto de divulgação do parque).

É já este verão — ou, muito melhor, é já a partir desta sexta-feira, 31 de maio. Comece a fazer as malas, a pesquisar os voos mais baratos para Los Angeles, Califórnia, e a sonhar com o momento em que vai chegar à Disneyland Resort e poder pilotar uma Millennium Falcon, lutar com sabres de luz, conhecer o mestre Yoda, tirar fotos com Luke Skywalker e beber Leite Azul — viver todo o universo “Star Wars” de forma completamente única, incrível e imersiva.

Há décadas que os fãs ansiavam por este momento: a oportunidade de vivenciarem, por si próprios, um pouco do que é pertencer a este místico universo. Foi no início do ano passado que a Disney transformou o sonho de milhões de pessoas em realidade, ao anunciar a abertura de dois parques temáticos de “Star Wars”, um na Disneyland Resort na Califórnia e o outro no Walt Disney World Resort, em Orlando.

Este último, ligeiramente mais pequeno, tem abertura já marcada para 29 de agosto deste ano. O maior, o Star Wars Galaxy’s Edge na Califórnia, foi inaugurado na quarta-feira, 29 de maio, e abre agora ao público.

As atrações têm sido reveladas nos últimos meses: vai poder fazer uma missão aos comandos da nave de Han Solo, Millennium Falcon, batalhas com os resistentes, lutar contra o Império do Mal para salvar a galáxia, explorar o planeta Batuu ou embarcar num Star Destroyer.

A equipa, apresentada há uns dias.

Vai conseguir construir os seus próprios dróides e sabres de luz, conhecer alienígenas e tirar fotografias com as personagens principais da saga, de Han Solo a BB-8, de Chewbacca a Kylo Ren. Para recuperar, há uma cantina onde os visitantes poderão pedir Leite Azul, a bebida favorita de Luke Skywalker.

Esta é também a primeira cantina da Disney onde há bebidas com álcool e a comida é toda inspirada nos filmes: de snacks de pipocas a salsichas grelhadas com chucrute endoriana frita para almoço, que tal?

“É a terra mais imersiva que já construímos”, disse Bob Chapek, presidente dos parques da Disney, à “CNN” numa entrevista esta semana.

São 28 hectares de atrações espalhadas pelos dois estados, Orlando e Califórnia. Demoraram cinco anos e custaram quase mil milhões de euros a erguer: para nascerem verdadeiros parques dentro de parques, novos mundos dentro do gigante mundo que já era cada resort.

E é isto.

Segundo a “CNN”, a estética é toda meio desértica, áspera e em tons de terra, como nos filmes. A ideia é estar mesmo numa colónia do Planeta Batuu, onde pode conhecer o Black Spire Outpost — um dos maiores postos avançados de “Star Wars”. Na saga, o local era uma rota comercial. 

Neste Black Spire” os fãs vão passar o dia entre criaturas do planeta e tirar fotos com as personagens mais populares de sempre, como Luke Skywalker, Princesa Leia, Han Solo e Darth Vader.

Será ainda a primeira vez que o público vai usar uma aplicação para interagir com um parque da Disney. Aqui, o que cada pessoa fizer numa atração pode afetar o modo como é recebida na próxima.

Mas as atrações mais antecipadas são duas: o Star Wars: Rise of the Resistance”, a abrir daqui a uns meses e onde o público vai lutar contra o Império do Mal para salvar a galáxia do vilão Kylo Ren. E, sobretudo, o muito antecipado Millennium Falcon: Smugglers Run, onde os visitantes vão participar em batalhas espaciais e pilotar a icónica nave de Han Solo a alta velocidade. Durante um passeio interativo, cada pessoa entra mesmo no cockpit e será responsável por realizar uma tarefa para cumprir a missão com sucesso.

As estrelas da saga, na inauguração (foto partilhada no Instagram).

Juntamente com as atrações principais, há restaurantes e lojas temáticas onde os fãs vão poder comprar T-shirts, bonecos e outras recordações do universo criado por George Lucas.

“O visitante fica imerso na história por vários dias seguidos. Quando chega, pousa em Batuu. Não é um resort, é uma viagem”, acrescentou Bob Chapek.

O Galaxy’s Edge foi inaugurado oficialmente esta semana, com a presença de George Lucas, realizador da saga, e de vários atores, de Harrison Ford a Mark Hamill.

As portas abrem ao público na sexta-feira, 31, mas não espere conseguir ir até lá neste primeiro mês, a não ser que já tenha garantido o seu bilhete: é que as primeiras entradas, colocadas à venda no início de maio, voaram em poucas horas. Só quem já comprou bilhete ou tem noites nos hotéis do resort consegue entrar em junho, um período que funcionará em modo de soft opening.

Ainda assim, nos primeiros dias, e para evitar filas épicas, os visitantes terão horas limitadas para conhecer todo o parque. No futuro, haverá entretenimento nas filas, comida e bebida e maneiras de ir à casa de banho sem perder o lugar.

A partir de 24 de junho, o parque abre normalmente e os bilhetes para essas datas podem já ser comprados online. Dessa data para a frente, nem precisa de pagar mais para ver o mundo “Star Wars”, porque ele está incluído na entrada principal, onde as diárias rondam os 90€. 

No entanto, há diversões pagas, como a construção de sabres e dróides, que custam cerca de 80€.

O parque temático de Orlando abre a 29 de agosto e o próximo filme da saga, “Star Wars: A Ascensão de Skywalker“, chega aos cinemas portugueses a 19 de dezembro de 2019.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT