Viagens

Há centenas de turistas de quarentena num resort de luxo nas Maldivas

Com apenas quatro casos de coronavírus confirmados, este país paradisíaco tem adotado fortes medidas de contenção.
O Kuredu Island Resort & Spa.

O número de infetados pelo novo coronavírus não pára de crescer em todo o mundo e as medidas de contenção são cada vez mais generalizadas. Até aos locais mais remotos e paradisíacos o surto chegou, criando pontualmente situações insólitas.

É o caso das Maldivas, as ilhas do oceano Índico onde há apenas quatro casos confirmados de Covid- 19, porém um episódio que se junta às centenas de histórias surreais que estão neste momento a acontecer, enquanto o planeta enfrenta uma luta inédita.

Isto porque dois dos casos confirmados reportam a funcionários do Kuredu Island Resort & Spa, um resort de luxo localizado no recife do norte do Atol de Lhaviyan.

Por isso, e como precaução, todo o resort foi colocado em quarentena, com todos os hóspedes e funcionários impedidos de sair até novo aviso. Segundo a “CNN“, as medidas restritivas temporárias continuarão até que as autoridades libertem a ilha do seu período de quarentena.

Para já, nem sequer há voos a chegar ou a sair da ilha, sendo que o resort garante estar bem abastecido e com capacidade para aguentar o tempo que for necessário. No site do hotel de luxo, explica-se a situação e acrescenta-se o óbvio: que não estão a aceitar novos hóspedes de momento.

Entretanto, o ministro do Turismo das Maldivas já adiantou que todos aqueles que tiveram contato com os dois pacientes infectados durante a estadia, mas saíram entretanto, estão em auto-isolamento e serão monitorizados durante as próximas duas semanas.

A “CNN” explica que o insólito refere-se mesmo ao espaço da quarentena forçada: villas com piscina privativa, bungalows na praia e ainda atividades como mergulho, windsurf e kitesurf, além de um spa, embora seja pouco provável que estes últimos mantenham o seu funcionamento regular.

Além destes dois infetados, os outros dois casos das Maldivas reportam também a um resort, o Sandies Bathala. Há ainda outras unidades em observação.

As autoridades já proibiram a entrada de passageiros originários e em trânsito pela Itália nas Maldivas, bem como de viajantes que visitaram este país nas últimas duas semanas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT