Viagens

Luvas sim, sexo oral não. As novas regras anti-coronavírus do Red Light District

O bairro mais famoso e pecaminoso da capital holandesa volta à atividade esta quarta-feira, 1 de julho.
Na cara não.

As luzes vermelhas do famoso bairro da capital holandesa vão voltar a acender-se esta quarta-feira, 1 de julho. A autorização foi dada pelo primeiro-ministro Mark Rutte, permitindo que as trabalhadoras do sexo possam regressar à atividade.

Embora não tenham sido divulgadas regras oficiais de higiene e segurança, Rutte referiu que “se trata de um trabalho de contacto próximo como cabeleireiros ou massagistas, por isso terão que tentar perceber antecipadamente se os clientes têm sintomas”. Sem mais informações adicionais, o britânico “Daily Mail” revela que o sindicato de trabalhadores do Red Light District aconselhou o uso de máscaras e luvas durante todas as sessões de sexo, que não deverão permitir beijos ou sexo oral.

O encerramento deixou inúmeras trabalhadoras do sexo numa situação económica frágil, razão pela qual foi pedida a reabertura antecipada do bairro. Com 50 mil casos registados e mais de seis mil mortes, a Holanda — que entrou em confinamento a 16 de março — encontra-se agora numa situação controlada, com as mortes diárias abaixo de um dígito.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT