Viagens

Já pode visitar todas as maravilhas do Alasca a partir do seu sofá

As visitas virtuais dão-lhe uma ideia bastante aproximada do que este estado esconde. Além de que são grátis.
Auroras Boreais no Alasca.

Se já esgotou todas as novidades da Netflix, não aguenta mais fazer palavras cruzadas online e aquilo de que tem mesmo saudades é de uma viagem, isto talvez possa ajudar.

Um pouco por todo o mundo, parques, institutos e centros de turismo estão a oferecer passeios virtuais para que as pessoas possam sonhar com a natureza e transportarem-se em mente para ela — sem quebrar a contenção e isolamento e sem precisarem sequer de sair do seu sofá.

Um bom exemplo de um destino que muito poucas pessoas conhecem — por ser uma viagem com uma logística complicada, além de dispendiosa —, é o Alasca, o estado americano que tem como vizinho o Canadá. Mas é precisamente este estado cheio de florestas, rios, montanhas, animais selvagens e auroras boreais que pode visitar agora mesmo, a partir de casa.

Segundo a “Travel + Leisure“, a TravelAlaska aderiu à postura da grande maioria de entidades do género a nível mundial, incluindo organismos de turismo portugueses: e criou uma campanha chamada Alaska Will Wait, For You: à letra, ´’O Alasca espera por si’. Esta incentiva no fundo as pessoas a ficarem em casa por enquanto; porque todas as maravilhas do Alasca ainda estarão lá quando finalmente pudermos viajar de novo.

Enquanto espera, pode aceder então a várias férias virtuais no site da TravelAlaska, ou no seu Instagram ou YouTube. No site principal encontra mesmo um blogue dedicado a estes diretos, podendo aceder a transmissões ao vivo, imagens da webcam e fotos em 360 graus. Pode por exemplo ver ursos pardos durante 25 minutos, algo que esta autoridade diz ser altamente relaxante.

Neste blogue, tem ainda dezenas de outras sugestões para se ligar à distância e conhecer o estado americano nas suas mais diversas vertentes e em todo o seu esplendor: como museus e espaços de preservação animal, entre outros. E se preferir ouvir histórias incríveis, só resta aceder ao Facebook do Alaska Native Heritage Center para ouvir, duas vezes por semana, histórias dos anciãos locais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT