Viagens

Já pode reservar uma noite no hotel de gelo mais espetacular da Lapónia

Este espaço incrível na Suécia só está aberto durante os cinco meses mais frios do ano.
As temperaturas são sempre negativas.

Todos os anos com a chegada do inverno, abre um mundo mágico feito de gelo e neve onde se pode dormir quase 200 quilómetros acima do Círculo Polar Ártico. O Icehotel foi fundado há 30 anos na Lapónia e voltou a abrir portas aos hóspedes este ano, de 12 de dezembro até 12 de abril de 2020.

Para construir a estrutura, são usados 30 mil metros cúbicos de gelo cristalino, que mudam de design, tamanho e formato todos os anos para continuar a surpreender os visitantes. De forma a assinalar o seu 30.º aniversário, o hotel tem novas suites e um deck construído na parte de cima para observar as estrelas, o rio e as paisagens nevadas.

Bone Room.

Yngve Bergqvist, o fundador, começou esta jornada para construir o primeiro hotel de mundo feito inteiramente de gelo e neve em 1989. Entretanto, o projeto já recebeu mais de um milhão de hóspedes vindos de todos os continentes. A mais recente instalação do espaço vai manter-se no local até à Primavera, quando o gelo começa a derreter e a água volta para o rio Torne, de onde vem toda a neve usada para construir o hotel.

Por lá, vai encontrar, por exemplo, a suite Green, com cortinas feitas de gelo, renas, um modelo da entrada do hotel e uma cama congelada com vários bancos gélidos à sua volta, onde os clientes se podem sentar.

As esculturas são incríveis.

Já o quarto Harding’s Bone celebra o processo natural de descongelamento do próprio hotel, e inspira-se na beleza do ciclo da vida, com esculturas gigantes de ossos em torno da cama, todas elas a brilhar graças à luz branca vinda do chão.

A sala de cerimónias tem 30 estrelas desenhadas no teto, uma para cada ano do Icehotel, enquanto que o Icebar foi pensado como um tributo às três décadas do espaço, com jogos, balões de ar quente e montanhas-russas.

O hotel tem 20 quartos de gelo e 15 suites dedicadas à arte, desenhadas e feitas à mão por 33 artistas de 16 países. As construções são exclusivas para cada temporada.

Um dormitório.

As camas feitas de gelo têm apenas uma manta de pelo. Para a construção se preservar, os quartos de gelo têm temperaturas entre os 5 e 7 graus negativos — os hóspedes recebem todos sacos-cama especiais para temperaturas extremas, o que significa que só precisam de um chapéu, termos, meias quentes e uma camisola para passar a noite sem congelar.

O átrio está aberto 24 horas por dia e é lá que ficam guardadas as coisas de todos os visitantes, além da casa de banho (que não há em nenhum quarto), duche e sauna. Há ainda um tutorial que explica aos hóspedes como dormir bem com as temperaturas frias.

O gelo vem todo do rio Torne.

O empreendimento do Icehotel fica na pequena vila de Jukkasjärvi, na Suécia, que tem cerca de 900 habitantes. Além do átrio, dos quartos e do bar, o espaço tem um restaurante, um lounge e 44 quartos em edifícios quentes a funcionar durante todo o ano, mas também 28 chalets.

Uma noite nos quartos de gelo Icehotel custa, no mínimo, 280€ para duas pessoas. As reservas podem ser feitas através da página oficial do espaço.

Só é possível dormir com sacos-cama especiais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT